Rádio 96 FM

COLUNA DO LUÍS LONGHINI

Luis Longhini


Edison Dos Santos um professor que marcou e marca gerações. Confira!

Por Luís Longhini
Pelas ruas
27/06/2020 às 04h01

CONCÓRDIA – Foi na década de 80, que o sonhador, Edison Dos Santos, hoje com, 64 anos, saiu lá da zona leste do bairro da Mooca, em São Paulo, para desembarcar em Concórdia, terra que nunca mais largou, mas primeiro seu destino foi Joinville, e logo em seguida Concas.

E foi aqui na Capital do Trabalho, que o professor de Educação Física, Edison começou a trilhar sua vida profissional, constitui família, filhos, amigos…

No início da sua carreira por Concórdia, Edison foi esportista, e foram inúmeras partidas, conquistas para a cidade, e o seu esporte era o Handebol, a qual defendeu a camisa de Concórdia em Jogos Abertos, torneios, campeonatos, pelo Estado e Brasil à fora.

De lá para cá, já se passaram quase 40 anos de amor à Concórdia. O jovem Edison daquela época do início dos anos 80 queria muito mais: foi em busca das suas conquistas, o primeiro passo, dedicação ao esporte e a continuação aos estudos.

Foram cinco anos dedicados a faculdade, na antiga Fundação Educacional do Alto Uruguai Catarinense (FEAUC), hoje, UnC Concórdia, a qual formou-se na área de Educação Física, em um dos primeiros cursos de graduação da cidade.

Mas Edison queria muito mais... queria levar esse conhecimento todo, essa energia as crianças, aos adolescentes e jovem, e neste tempo todo foram anos dedicados ao magistério, lecionando de segunda à sexta, manhã, tarde, noite.

Pelas suas mãos passaram milhares de crianças e adolescentes... Professor Edison é um mestre com muito carinho, com muito amor e dedicação.

Prestes a se aposentar, professor Edison marcou gerações, é um ídolo, um mestre com muito exemplo, e ensinamentos que ainda faz questão de exercê-los. Seu amor pelo esporte e pela educação continuam mais vivos do que nunca.

É, que saudades daqueles tempos… do início de tudo, foram anos dedicados ao Colégio CNEC, APAE, Walter Fontana, Frei Cipriano Chandon, Melvin Jones, Petrópolis, Santa Rita, Natureza, João Theobaldo Magarinos, Ângelo Ary Biezus, Irmão Miguel, Romeu de Sisti, Imigrantes e Mansuetto Boff, educandarios que receberam Edison com muito carinho... Ah! sem contar a Academia Malhação, a qual trabalhou por alguns anos.

Hoje, professor Edison dedica seu tempo, aos filhos, os jovens: Rafael e Gabriel de Matos dos Santos, nascidos aqui em Concórdia, a sua netinha, a linda Luísa Cacilha dos Santos, e aguarda ansioso pela aposentadoria.

Bom, conheço muito bem o professor Edison, e se depender dele, vai querer trabalhar ainda por muitos e muitos anos, porque sem a educação ele não vive mais...

Parabéns professor Edison, um exemplo, um retrado de nossa sociedade e que ser professor é um exemplo, uma satisfação!

Fonte: Luís Longhini





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR






VEJA TAMBÉM