Rádio 96 FM

OPINIÃO

LUAN DE BORTOLI




E se fosse com você?

O grau de risco gravíssimo na região e as internações solidárias.
Adicionado em 31/07/2020 às 11:58:48

Hoje vou abordar um assunto delicado e sensível neste espaço. Sabemos, claro, de todos os problemas que o coronavírus causa, e, principalmente, os riscos que trazer pacientes de outras partes do estado para Concórdia estão gerando – vide a classificação de grau gravíssimo para a doença.

Mas quero tocar no lado humano do tema. Deixarei de lado a parte técnica e os problemas causados por isso. Nestes últimos dias, com a iminente mudança do grau em que a região se encontrava, parte da população de Concórdia e região resolveu se manifestar – quase sempre em redes sociais. E, na maioria dos casos, olhando basicamente sempre para o seu umbigo.

Repito: não estou abordando a competência técnica e as questões que o aumento da ocupação dos leitos de UTI no Hospital São Francisco irão gerar. Mas, antes de tudo, receber pacientes que ficariam sem leitos de internação, à mercê da morte, em suas cidades de origem, é um gesto de grandeza e solidariedade, tão em falta hoje em dia.

Em algumas cidades catarinenses, até poucos dias atrás, médicos precisavam escolher quem internar na terapia intensiva, e quem deixar sem o tratamento mais rigoroso, com o risco de morte. É preciso que a população entenda a situação também por este viés, que é a maior justificativa para receber estes pacientes, e poder salvá-los.

Quantas pessoas daqui de Concórdia, frequentemente, vão até outras cidades, onde há centros especializados, tratamentos específicos, para tratar de outras de diversas doenças. Guardadas as devidas proporções, é uma situação que se equipara. Ou pensemos na situação contrária, caso nossa região precisasse de leitos, e outras cidades não cedessem seus espaços ociosos para nossos pacientes. Então, façamos esse gesto de nos colocar no lugar do outro e entender.

Para finalizar, agora sim, é preciso que a força política e autoridades lutem para que a região toda não seja penalizada por estar ajudando as demais partes do estado. A situação do coronavírus não foi superada na região, ainda preocupa, mas não é um quadro comparável a cidades que, estas, sim, estão em grau gravíssimo de contaminação e internações. Pedimos por compreensão e sensibilidade às autoridades do estado quanto a isso. 





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM

07

Ago
Luan de Bortoli

​Ruim sem, pior com…

Entre todos os problemas causados pela pandemia do novo coronavírus, um deles é a educação. Desde março, em praticamente todo o país, as aulas presenciais foram suspensas e obrigaram que autoridades educacionais buscassem alternativas para que o ano...

Leia mais

24

Jul
Luan de Bortoli

​Retrato da sociedade

Começo essa coluna, antes de tudo, dizendo que não estou generalizando. Então, se você não faz, isso não é para você. Mas, sim, o descarte incorreto de lixo é o retrato de uma sociedade que ainda tem muito a aprender. Em Concórdia, mês ou outro, há...

Leia mais

17

Jul
Luan de Bortoli

Quase cinco meses de pandemia e um Brasil de incertezas

Quase cinco meses depois de confirmado o primeiro caso de coronavírus no Brasil, o que se vê ainda é o auge da doença no país. A ansiedade pela queda nos números só aumenta enquanto que a covid-19 também só avança. A sensação é de impotência e um...

Leia mais

26

Jun
Luan de Bortoli

Por que tanta necessidade de aglomeração?

Estamos em meio a uma pandemia. É um momento diferente, raro, excepcional. Portanto, como consequência, isso também exige uma mudança de comportamento. Desde março estamos sendo inundados de recomendações médicas para evitar a disseminação da doença...

Leia mais

19

Jun
Luan de Bortoli

Femix e Expo no mesmo ano?

Em entrevista à Rural e 96, o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Concórdia, Rogério Cecchin, mostrou certa preocupação com a possibilidade de a Femix (evento realizado pela CDL) e a Expo Concórdia (realizado pela prefeitura) serem feitas...

Leia mais