Rádio 96 FM

OPINIÃO

MARCOS FEIJÓ



Radiojornalista
Marcos Roberto Andriatta Feijó, 49 anos de idade - Natural: Porto Alegre. Radiojornalista (curso superior sequencial/UNC Concórdia) 31 anos de profissão. Narrador esportivo




​Informalidade, mas com qualidade

Aprenda! Qualifique-se!
Adicionado em 04/08/2020 às 14:27:54

Não adianta mesmo. Trabalhar na informalidade será necessário para muitos. A pandemia está causando uma grande rasteira em muitos profissionais. Ir para a informalidade, para um serviço alternativo, não é sinônimo de “levar com a barriga” ou “a Deus dará”. Claro que, ao desempregado, necessitado de dinheiro para os custos do lar, o que vier vem bem. Porém, aproveitar  este “o que vier” para abraçar com carinho e com projetos, depende de vontade de aprender o novo, se qualificar. E vale para qualquer encaminhamento. Pior é acordar em situação desafiadora e não a encarar com seriedade. 

Ora! Conhecemos muitas pessoas aqui em Concórdia e na região que sobrevivem satisfatoriamente há anos com “seu próprio negócio”. A maioria começou pequena e está, se não grande, dando a volta. 

Agarrem-se nos exemplos!

(twitter: @MarcosRFeijó)
 





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM

27

Out
Marcos Feijó

​Não caia no golpe da candidatura

Faltam 20 dias para as eleições municipais. Vote com liberdade e principalmente em alguém que fez algo ou por você ou por sua família ou por seu bairro ou por sua sociedade. Enfim: vote em quem fez ou faz algo. Melhor ainda se unir isso com...

Leia mais

20

Out
Marcos Feijó

Nascimento. Parto é nesta quarta

Nasce nesta quarta, dia 21, algo estranho, mas nem tão anormal. E vem ao mundo com colesterol alto,  dois transplantes de córnea “ainda na gestação”, dor no calcanhar esquerdo não diagnosticada e joelhos que estalam como os de um...

Leia mais

13

Out
Marcos Feijó

Os meus professores

Não guardo nomes, minha memória é horrível. Gostaria de lembrar, ao menos, os dos meus professores(as) de Viamão. Guardo a imagem deles(as) e o respeito que dava para cada um. Não medo, respeito. Talvez classifique uma escala de medinho dependendo da...

Leia mais

06

Out
Marcos Feijó

Vou de Táxi ou Fui de Táxi?

Meu pai foi de tudo um pouco: mecânico de máquina de costura, pedreiro, padeiro, eletricista e taxista. E gostava muito da função de chofer. Trabalhava nos finais de semana com um dos fuscas/táxi da frota de um familiar. Lembro do fusca: amarelo,...

Leia mais

29

Set
Marcos Feijó

Mais uma morte no trânsito!

Passamos por mais uma Semana Nacional do Trânsito. Evidente que campanhas, assim, são salutares. Porém, em se tratando de algo que gera riscos, veículos automotores e pedestres, a consciência precisa ser permanente, insistente, plena. Dar o sinal,...

Leia mais