Rádio 96 FM

OPINIÃO

MARCOS FEIJÓ



Radiojornalista
Marcos Roberto Andriatta Feijó, 50 anos de idade - Natural: Porto Alegre. Radiojornalista (curso superior sequencial/UNC Concórdia) 32 anos de profissão. Narrador esportivo




Vou de Táxi ou Fui de Táxi?

Sufocamento! Sucumbindo pelo progresso.
Adicionado em 06/10/2020 às 12:28:16

Meu pai foi de tudo um pouco: mecânico de máquina de costura, pedreiro, padeiro, eletricista e taxista. E gostava muito da função de chofer. Trabalhava nos finais de semana com um dos fuscas/táxi da frota de um familiar. Lembro do fusca: amarelo, cheio de badulaques. Enfeites em tudo que é canto. Dentro e fora. O ponto era na entrada do centro de Viamão nas margens da RS 40. E imagina se eu gostava ou não de ir junto? Ainda criança, 1979, não tinha como ficar sozinho no ponto quando das corridas, então  os passageiros aceitavam que eu “viajasse” junto.  

Feita a introdução, me coloco no lugar dos taxistas que “ganharam” uma legal, mas brutal concorrência. Serviços por aplicativos estão aí, clientela se dividiu. Em capitais, cidades grandes,  impacto menor. Pensem, porém, nas cidades médias e pequenas. Dividir o “quase nada”. É sim uma classe a ser repaginada com entendimentos da sociedade. Respeito, evidentemente, quem labuta na legalidade nos similares, mas não tenho como não dignificar a classe dos taxistas. E faço isso agora, pois não sei se haverá algum para eu ovacionar logo ali.

Angelica, talvez terá que mudar sua canção famosa: Vou de Táxi se tornará Fui de Táxi. 


(twitter: MarcosRFeijó)





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM

22

Jun
Marcos Feijó

JOGAR OU ESTUDAR?

Qual é o limite do tempo, da paciência, para você apostar quase tudo numa possível carreira esportiva do filho(a)? Saíram grandes atletas, outros promissores não foram selecionados/identificados em Concórdia e região. Temos árbitros(as) de renome...

Leia mais

15

Jun
Marcos Feijó

​Manter uma cidade aprazível

Não escreverei exatamente sobre Concórdia, mas tomo ela como base. Nossas cidades, por si só, não têm como manter selos, rótulos, títulos de “melhores para viver” ou algo do gênero. Ninguém e nada vive de elogios, de passado e, principalmente, de...

Leia mais

08

Jun
Marcos Feijó

​“ATROPELEI O SISTEMA”

Você já tentou ajudar alguém, alguma coisa, e foi esculachado por “se meter”, por “não entender”? As pessoas e as coisas estão cada vez mais individualistas, com cabrestos, a viseira de cavalo, que o meu lado de querer ajudar, abrir os olhos, tá...

Leia mais

01

Jun
Marcos Feijó

Aconteceu com eles(as) também!

Quase 2 mil profissionais da saúde perderam a vida no Brasil vítimas da Covid. Médicos(as) são quase 1.000. A outra metade é de enfermeiros(as) e auxiliares de enfermagem. E ainda somemos milhares de profissionais da saúde que ficaram doentes e...

Leia mais

26

Mai
Marcos Feijó

​TER O BÁSICO É IDEAL?

Quantos pares de calçados você possui? Calças, jaquetas? Faqueiros, carros, bicicletas e qualquer badulaque de gaveta em repetição? Cada um pode ter o que quiser, o que projeta, o que sonha. Apenas faço a pergunta e talvez, quem está lendo se dará...

Leia mais