Rádio 96 FM

OPINIÃO

PAULO GONÇALVES



Jornalista
Paulo Sérgio Gonçalves, radialista e jornalista. Formado em Letras Português/Inglês pela Unoesc/Joaçaba, Pós-graduado em Comunicação, Informação e Cultura pela UnC-Concórdia e formado em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo pela UnC-Concórdia.




Seis anos sem uma Expo. Perdemos tempo

Concórdia não pode ficar tanto tempo sem realizar um evento dessa magnitude.
Adicionado em 14/09/2019 às 10:44:48

Seis anos sem realizar uma Expo. Foi muito tempo. Quantas oportunidades foram desperdiçadas, quantos negócios deixaram de ser concretizados e quantas parcerias e amizades deixaram de ser seladas. Ao chegarmos ao penúltimo dia de Expo, fica a sensação de que perdemos muito tempo. Uma exposição é cercada por uma série de variáveis. Não é apenas uma oportunidade de movimentar a economia. É um momento para rever amigos, confraternizar e mobilizar uma região inteira.

A Expo está sendo um sucesso e não poderia ser diferente. O público regional tem dado demonstrações inequívocas de que aprecia esse formato de evento. Que gosta dos shows, que quer ver novidades. É claro que o cenário econômico ainda não é dos mais favoráveis, mesmo assim, bons negócios estão sendo fechados. O resultado da Expo Concórdia não poderia ser outro. Estamos diante de um acontecimento, que recoloca Concórdia no cenário das grandes exposições.

A Expo, que está sendo finalizada, não foi perfeita, afinal, a cada evento surgem demandas. O que está ficando cada vez mais latente é de que é preciso repensar o local. O Parque de Exposições tem uma belíssima estrutura e uma localização privilegiada, mas está ficando pequeno para um evento com tanta grandiosidade. A prova disso é que alguns estandes foram improvados. O próximo desafio é pensar em um novo espaço.

Por fim, houve um grande esforço dos organizadores para fazer um evento inesquecível e essa meta foi atingida. A Expo, que está em curso, está sendo muito bem conduzida, com brilhantismo e sem maiores  contratempos. É uma Expo para trabalhar, mas também para curtir. Um evento para estabelecer contatos e prospectar negócios.



 





01 COMENTÁRIO - Deixe também o seu Comentário



Gege comentou em 15/09/2019 as 19:10:29
Concordo, Paulo. E digo mais. Grande parte deste sucesso, se deve à mudança de data.
Setembro é menos frio, e até com dias quentes. Isso faz uma grande diferença. É muito mais agradável e motivador, sair de casa com uma temperatura mais alta. Ninguém merece ir ao parque em julho, com temperaturas próximas de zero, ou com chuva.
Sempre defendi que o evento seja em outubro, porém, mesmo em setembro, é bem melhor que julho, em todos os sentidos, também por isso foi a maior feira de todos os tempos.




VEJA TAMBÉM

14

Out
Paulo Gonçalves

Agressão ao Meio Ambiente

O depósito irregular de lixo às margens de rodovias ou em terrenos baldios é mais uma agressão ao meio ambiente. Fatos dessa natureza têm sido comuns na região. Frequentemente, os órgãos ambientais flagram o acúmulo de lixo em locais...

Leia mais

07

Out
Paulo Gonçalves

A busca de uma solução para o IML de Concórdia

Na semana passada, comentei sobre a demora para uma solução no caso da estutura do Instituto Médico Legal de Concórdia (IML). Uma equipe do IML esteve em Concórdia, mas ainda não divulgou prazos para que as tão necessárias reformas sejam feitas. No...

Leia mais

30

Set
Paulo Gonçalves

Exposições fomentam o desenvolvimento da região

Os municípios da região estão empenhados na realização de suas exposições. Recentemente, Concórdia e Peritiba promoveram seus eventos com muito sucesso. A partir do próximo fim de semana, será a vez de Ipira. Eventos como esses necessitam de...

Leia mais

28

Set
Paulo Gonçalves

A inspiradora história da torcedora que ganhou o Prêmio FIFA

A história da mãe, que ganhou o Prêmio FIFA de melhor torcedora, é comovente e inspiradora por diversos fatores. O maior de todos, sem dúvida, é a demonstração dessa imensidão que é o amor de uma mãe por um filho.  Só para lembrar, a...

Leia mais

23

Set
Paulo Gonçalves

Trânsito: Precisamos de mais educação e mais gentileza

O cotidiano das pessoas está cada vez mais acelerado. A correria do dia a dia é intensa e, com isso, as tensões também aumentam. O excesso de compromissos faz com que o nosso tempo fique cada vez mais escasso e todo esse acúmulo de funções e...

Leia mais