ÁREA RESTRITA - Bem Vindo {NOME_USUARIO}




BLOG DOS COLUNISTAS

Radiojornalista
Jornalista
Repórter Polícial
Jornalista

EDERSON VILAS BOAS


Jornalista
Éderson Carpeggiani Villas Bôas
Jornalista formado pela UnC Concórdia em 2007
Repórter do Departamento de Jornalismo da Rádio Rural
Repórter Esportivo da Rádio Rural
Comunicador da Rádio 96 FM



Não tem jeito
Adicionado em 11/08/2016 às 07:57:03


O Internacional está a beira do abismo. O grupo está rachado, teve agressões no vestiário, Vitinho acha que joga mais do que está mostrando, Paulão quer ser mais líder do que já jogou futebol na vida e, por fim, Vitório Piffero está acabando com o que, um dia, já foi construído no Internacional. Pelo menos, nos últimos 13 anos. O Colorado não tem elenco, nem administração. O que isso quer dizer? Que o clube está muito perto da segundona. Se entrar no Z4, não sai mais, pois a crise é tamanha e insustentável que ninguém sabe mais como sair. Nunca, na minha vida, assisti uma crise tão terrível do Inter. Nem mesmo em 1999, quando o Dunga fez o gol e salvou o time da segundona.




Não aguentou

Falcão não aguentou a pressão de cinco jogos sem vitórias no comendo técnico do Internacional. Foi pouco menos de um Mês no cargo e dois pontos conquistados em 15 disputados. Como a direção não via melhoras, não sentia energia no treinador, via que não pra lugar algum, demitiu. Aliás, nem deveria ter contratado. Falcão é o tipo de treinador que tem de iniciar um trabalho, com os jogadores dele. Não é e nunca foi um treinador de desativar uma bomba que está prestes a explodir. Para este momento alguns ex-dirigentes estão sendo chamados de volta, como, por exemplo, Fernando Carvalho, o dirigente mais vitorioso da história do Internacional. Com eles, vem Celso Roth.

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR






© - Ideia Good - Soluções para Internet