ÁREA RESTRITA - Bem Vindo {NOME_USUARIO}




BLOG DOS COLUNISTAS

Radiojornalista
Jornalista
Repórter Polícial
Jornalista

EDERSON VILAS BOAS


Jornalista
Éderson Carpeggiani Villas Bôas
Jornalista formado pela UnC Concórdia em 2007
Repórter do Departamento de Jornalismo da Rádio Rural
Repórter Esportivo da Rádio Rural
Comunicador da Rádio 96 FM



Opinião
Adicionado em 13/02/2018 às 10:59:47


Apesar de as imensas críticas sobre ter ou não Carnaval em Concórdia, afirmo que gostei do empenho das duas agremiações que realizaram o desfile no último sábado. Ele poderia ser maior? Com certeza poderia!

Não quero aqui entrar (entrando) no mérito dos recursos. Apenas afirmo sobre o mesmo resmungo, quando da construção da Rua Coberta. Dinheiro pra uma finalidade só poderá ser investido naquela finalidade. No caso do Carnaval, foi feito um projeto pra captar recursos das leis de Cultura que existem a nível Estadual, Nacional. E foi recebido. Esse mesmo recurso NÃO pode ser usado em Educação, Urbanismo, Transporte, etc. Ele é da Cultura. E, se o Carnaval é considerado uma forma de demonstrar a Cultura, ele é SIM de direito e foi conquistado pelas agremiações honestamente.

Só acho que se o Carnaval for mantido em Concórdia, que volte a ser realizado na Rua Dr. Maruri. No Parque de Exposições o povo não vai. Isso já ficou explícito e evidente nos últimos dois Carnavais, pelo menos. É dar murro em ponta de faca. É gastar com dinheiro em arquibancada pra “meia-dúzia”. Não me entendam mal, não estou desmerecendo quem foi e gosta. Pelo contrário, estou só conjecturando e me fazendo entender a este raciocínio.

A administração de Concórdia tem que entender se quer ou não que o município tenha a festa. Tem que ter convicção, não pode ser político e pensar em agradar este ou aquele. Ficará mais “bonito” perante todos e a ela própria escolher entre o “SIM” ou o “NÃO”.

Repito, este dinheiro que vem é um dinheiro de direito. Se este ou aquele grupo ou entidade querem também, para a Cultura, que encaminhe um projeto consistente, pra depois não criticar quem ganhou, como o Carnaval de todo o país ganha.

Outra, sei do gosto e desgosto de muitos. As igrejas, por exemplo, tem suas ideologias e pensamentos, pessoas são adeptas outras não. Não quero aqui também embolar religião no meu pensamento, mas "Deus não faz diferença, não discrimina, nem privilegia seus filhos isoladamente". Portanto, respeitamos nós os que gostam.

Volto a afirmar. Opinião minha… Enquanto não tiver um Carnaval forte, como em Joaçaba, o desfile deveria ser no CENTRO.

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR






© - Ideia Good - Soluções para Internet