Rádio 96 FM

OPINIÃO

EDERSON VILAS BOAS



Jornalista
Éderson Carpeggiani Villas Bôas
Jornalista formado pela UnC Concórdia em 2007
Repórter do Departamento de Jornalismo da Rádio Rural
Repórter Esportivo da Rádio Rural
Comunicador da Rádio 96 FM




O gramado da discórdia

O que era pra ser uma mudança necessária, virou debate efusivo nas redes sociais.
Adicionado em 14/11/2019 às 07:59:34

A mudança necessária no gramado do Estádio Domingos Machado de Lima iniciou na última semana. A grama toda foi retirada e o próximo passo será a instalação da drenagem, o ponto mais complicado. Segundo o proprietário da empresa que está realizando a obra, a grama será a mesma instalada em estádios da Copa do Mundo, a mesma que está na Arena Condá, por exemplo.


Mas o que era pra ser um momento marcante para o “Municipal”, se tornou assunto de debates efusivos nas redes sociais. Esse é um ponto que a Fundação de Esportes terá de administrar. Já fiquei sabendo, de um dirigente da administração municipal, que a modalidade de atletismo continua ali com as corridas e modalidades de salto. Já os arremessos serão relocados para um outro local. A ideia é adquirir uma área, possivelmente no Parque de Exposições ou arredores, para fazer uma arena específica para arremessos.

O que o proprietário da empresa que instalará o gramado me falou é que não terá mais como fazer arremesso, pois o dano a grama será grande e, cada vez que existir necessidade de manutenção, será gasto em torno de R$ 7 a R$ 8 mil reais.




Outra coisa que não compreendi, foi o que li em uma rede social, onde escreverem que a imprensa oficial recebe valores para “bajular” a administração. Primeiro, eu não recebo e nem recebi nada pra falar bem de alguém. Este ano completo 26 anos de rádio e mais de 20 anos na crônica esportiva. Já falei bem do MDB, PT, PSDB, PP, PL e por aí vai. Como critiquei todos quando necessário. Mas de forma justa, quando o fiz.

Não fico jogando críticas ao vento, sem antes saber o que é e o que não é. Sou da imprensa oficial, sim. Por isso, do meu profissionalismo. Não preciso fazer “oba, oba”, pra ganhar audiência. Pelo contrário, prefiro não ser lido ou ouvido, do que ser injusto com alguém.

Eu como um amante do esporte, seja de canastra, botão, futebol, atletismo, ou qual modalidade for, também estou atento a essa mudança. Até porque, como as postagens analisam, daquela estrutura, iniciou a carreira de Darlan Romani, um dos maiores atletas do Mundo no Arremesso de peso. E tantos outros, como Marcos dos Santos, Volmir Casagrande Zilli, e por aí vai.


 





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM

09

Jul
Ederson Vilas Boas

​Até onde vai a tolerância do ser humano?

Desde pequeno nós queremos “ser alguém”. Muitos querem ser super-heróis, policiais, bombeiros, advogados, Juiz, jogador de futebol. Muitos não conseguem seguir o desejo, mas isso não os difere daqueles que conseguiram “ser...

Leia mais

18

Jun
Ederson Vilas Boas

​Negra… Pobre… Mulher, mas digna

Acompanho muito as redes sociais. Tem tanta coisa fútil por aí, que dá vontade de escrever m#&%. Mas respeito todas as declarações, manifestações. Por falar em respeito, ou a falta dele, nestes últimos tempos, temos acompanhado um bombardeio de...

Leia mais

11

Jun
Ederson Vilas Boas

​Não baixe a guarda, muitos precisam de você

Nos últimos dias os números do Coronavírus diminuíram em Concórdia. Eu, particularmente, fico feliz com isso. Mas não é o momento para baixarmos a guarda. Não é o momento para entender que a doença diminuiu. Os números, sim, diminuíram, mas a doença...

Leia mais

04

Jun
Ederson Vilas Boas

​Vai Passar… Tudo vai passar

Cada dia que vejo o número de curados da Covid-19, em Concórdia, eu comemoro. Muito por ter passado por essa temível doença. Por saber a dificuldade que é a recuperação. Hoje, o município tem 867 curados e isso é magnífico. Nos últimos três dias...

Leia mais

14

Mai
Ederson Vilas Boas

​O apoio aos doentes e sintomáticos é fundamental tanto quanto remédio

Não sei nem como iniciar o texto de hoje. Os últimos dias têm sido punk. Não estão sendo fáceis! O afastamento, o isolamento é até mais pesado que os sintomas da doença e a recuperação. Mas o que nos ajuda e nos faz voltar para o caminho é a força...

Leia mais