Rádio 96 FM

OPINIÃO

SIMONE VIEIRA



Jornalista
Formada em Comunicação Social - Radialismo (Unoesc/Joaçaba). Formada em Jornalismo (UnC/Concórdia). Pós-Graduada em Análise, Escritura e Reescritura Textual (URI/Erechim). Pós-graduada em Marketing e Vendas pela FACC. Formada em Direito pela FACC.




O QUE TEMOS DE MAIS PRECIOSO?

Todos fizemos parte da engrenagem
Adicionado em 25/03/2020 às 10:06:55

Nestes tempos de confinamento, restrições, insegurança, notícias preocupantes, somos forçados a parar para valorizar coisas que muitas vezes não damos importância. 
O aperto de mão, um abraço nos mais íntimos, a liberdade de ir e vir. Só quando somos “convidados” a ficar em casa é que percebemos o valor de uma caminhada ao ar livre, uma confraternização com os amigos, um almoço em família. Coisas simples, que geralmente custam pouca coisa, algum tempo e disposição. Na simplicidade encontramos a felicidade. 

Nestes tempos descobrimos o valor da cooperação, o quanto é importante agir pensando no bem comum. E não é de se estranhar as pessoas assustadas, com medo, quando vão aos supermercados querendo comprar mais do que o necessário. O ser humano ama a sensação de segurança, e não passar fome faz parte das necessidades básicas e primárias. 

Quando algo ameaça nossa sobrevivência, os instintos mais primitivos se manifestam. É preciso muita habilidade, prática, estar vivenciando o aqui e agora pra agir de forma racional e não pelos instintos. Então procure não olhar com desprezo, mas com compaixão para aquela criatura que encheu dois carrinhos no supermercado, ele ainda está em evolução. 

Conversávamos com os colegas aqui na emissora e paramos para analisar como é possível ver pessoas caminhando nas ruas como se nada tivesse acontecendo, tomando chimarrão com as vizinhas,  idosos “teimando” que isso não é nada. 

Na verdade não é que “não esteja acontecendo nada” para estes. Você já parou pra pensar que pra muitas pessoas o isolamento social já é a morte. Sem conversar, sem conviver, sem trabalhar, sim tem gente que se concentra tanto no trabalho, pois outras bases de sua vida estão desequilibradas que quando lhe tiram a base mais importante de sua vida, ela fica sem um sentido, um por que, um pra que?  

Cada um tem seu livre arbítrio, suas escolhas, o certo é que essa pandemia, assim como outras tragédias que fazem com que pessoas sejam tiradas de nossa convivência sempre trazem um ensinamento. Saibamos viver o momento, o aqui e agora, pensando no bem comum, fazendo o que a nós cabe. Essa pandemia vai abrandar suas consequências no mundo. Assim o ser humano pode, mesmo que forçadamente, parar pra perceber qual base da sua vida está precisando de equilíbrio. 

Sem saúde física e mental nosso tempo de vida se transforma em nada. É preciso coragem pra encarar esse inimigo invisível. Coragem pra ponderar e ver que precisamos nos cuidar, coragem pra  voltar ao trabalho sim. Se você ficasse sem emprego hoje, quanto de reserva financeira você possui, sem dilapidar seu patrimônio, pra aguentar e honrar suas contas mensais sem receber salário? 

Um mês? Três meses? Seis meses? Um ano?  Então não julguemos os autônomos, os pequenos empresários, os médios empresários que estão nesse momento preocupados como farão para garantir os salários dos seus funcionários. Você gostaria de ir dormir todos os dias, com a responsabilidade, de que sua empresa tenha que gerar lucro o suficiente para garantir o sustento de 2, 5, 10, 50,70, 600 famílias? 

Precisamos uns dos outros, o empregado precisa de um trabalho, pra isso precisa estar bem, em sua plena capacidade. O empregador precisa da força de trabalho de seus escolhidos. Todos fazem parte da engrenagem. Tenhamos bom senso. 

Foto:  https://inovacaoindustrial.com.br/





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM

01

Abr
Simone Vieira

As oportunidades que uma crise oferece

As crises são cíclicas e é nessas horas que conhecemos as empresas que possuem planejamento estratégico, das que não têm. Definir os cenários futuros de uma empresa evita navegar sem rumo no mercado. É fazer com que todos saibam a direção a ser...

Leia mais

11

Mar
Simone Vieira

Estabilidade da gestante e licença-maternidade

De acordo com o artigo 373-A, inciso II da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), negar vaga de emprego a uma mulher que descobre estar grávida nos exames admissionais é atitude discriminatória. A Lei 9.029/95 também lista como crime por prática...

Leia mais

26

Fev
Simone Vieira

Operações financeiras mais baratas

O Banco Central (BC) lançou o sistema de pagamento eletrônico Pix, que permitirá transações como transferências e pagamentos, incluindo de contas, em até dez segundos. Os bancos e instituições financeiras com mais de 500 mil clientes deverão se...

Leia mais

19

Fev
Simone Vieira

Ela possui uma nova missão

Basta uma olhada rápida em nossa editoria de polícia para você verificar quantas notícias relacionadas à ameaças, agressões, lesões contra à mulher. Muitas mulheres que já sofreram violência doméstica ou estão em situação de risco apresentam...

Leia mais

05

Fev
Simone Vieira

Muros e a privacidade entre vizinhos

Um muro pode garantir certa privacidade entre residências próximas. Assim se evita que objetos vão parar no terreno do vizinho, animais, ou mesmo atividades sejam feitas com mais intimidade e privacidade. Porém, construir muros e cercas pode...

Leia mais