ÁREA RESTRITA - Bem Vindo {NOME_USUARIO}




NOTÍCIAS


POLÍCIA

Polícia Ambiental descobre rinha de galo em Planalto 
Trinta pessoas foram detidas e aves foram capturadas.


Por Ederson Vilas Boas
Em 02/12/2017 - 16h30 - Atualizada em 04/12/2017 - 08:10



A Polícia Ambiental de Concórdia, com o auxílio de policiais militares descobriram na comunidade de planalto, uma residência onde era feita rinha de galo. A prática é proibida, inclusive considerado crime ambiental. 

Segundo a legislação brasileira, é considerado crime contra o meio ambiente "praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos". O galo é considerado um animal doméstico. Em geral, incorre no crime tanto o organizador quanto os participantes da rinha. Os envolvidos podem pegar até um ano de detenção.

Conforme o Subtenente Ivan Carlos, foram 30 pessoas envolvidas e identificadas. Ele argumenta que outras ainda conseguiram se evadir do local. “Estas pessoas que se evadiram deixaram carros no local, mas e futuras diligências não serão deixadas de ser autuadas conjuntamente”, destacou. O oficial Explica que os detidos são de cidades da região como: Arvoredo, Campos Novos, Concórdia, Curitibanos, Ibicaré, Jaborá e Piratuba. Também de cidades do Rio Grande do Sul: São João da Urtiga, Erechim, Maximiliano de Almeida e Aratiba.

Ivan Carlos detalha que no local foram encontradas, além das aves, objetos como: ferramentas de corte para ajustar as esporas dos galos e para lixar as mesmas, seringas e medicamentos que eram aplicados nas aves e, ainda, foi constatado que no local havia duas canchas onde ocorriam as rinhas. 

O flagrante foi tão vultoso que a Polícia Ambiental paralisou os trabalhos na madrugada e retornaram durante a manhã de sábado, encerrando a ocorrência, por volta das 13 horas. 

Fonte e Fotos: Polícia Militar Ambiental.




SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR






© - Ideia Good - Soluções para Internet