ÁREA RESTRITA - Bem Vindo {NOME_USUARIO}




NOTÍCIAS


ESPORTES

Chape é goleada na estreia
Equipe de Gilson Kleina saiu na frente, mas levou 5 a 1 do Atlético Paranaense.


Por Ederson Vilas Boas
Em 15/04/2018 - 21h28 - Atualizada em 15/04/2018 - 21:51


Miguel Locatelli – Atlético Paranaense


Pelo terceiro ano consecutivo a Chapecoense estreou fora de casa no Campeonato Brasileiro da Série A. Foi na noite de domingo (15), na Arena da Baixada, diante do Atlético Paranaense. Portanto, o jogo entre o campeão do Paraná e o vice-campeão de Santa Catarina.Em solo paranaense, jamais a Chape venceu o Atlético. Na verdade trata-se de um confronto equilibrado, com muitos empates e poucas vitórias.

O time da casa começou melhor, com mais posse de bola. O Atlético dominava, mas não levava tanto perigo assim. Aos 12 minutos, Carleto chutou, Jandrei defendeu e a bola bateu em Ribamar, voltando para o goleiro. Aos 22’ foi a vez do ataque do clube paranaense se atrapalhar e perder boa chance. Quatro minutos após, um susto. O zagueiro Rafael Thyere, da Chape, e o atacante Ribamar, do Atlético, se chocaram. O primeiro levou um corte na cabeça e teve de usar uma touca para volta a campo. Já o atleticano perdeu dois dentes, mas permaneceu no jogo. Thyere levou cartão amarelo no lance a ainda levou seis pontos.

O Verdão praticamente não atacava. O Atlético, por sua vez, perdia outra oportunidade, com Lucas Ribamar, que livre chutou para fora. No minuto 33, Ribamar cruzou e Nikão concluiu, para grande defesa de Jandrei.

Em primeiro tempo difícil, com Jandrei o melhor em campo, a Chapecoense sofreu, mas não levou gol. As equipes foram para os vestiários com o placar em zero a zero. E isso porque Wellington Paulista perdeu um gol já nos acréscimos. Ele finalizou de letra, mas perdeu. Foi o único lance de perigo ao gol de Santos.

No intervalo, não houve alterações. E o ditado “Quem não faz, leva” se fez valer logo no começo da etapa complementar. Aos 2 minutos, Canteros cobrou uma falta e, dentro da área, Wellington Paulista mandou de cabeça, superando o goleiro Santos.

A alegria, porém, não durou muito. Aos seis minutos, Carleto ergueu a bola na área e Pablo, também de cabeça, empatou. A virada do mandante ocorreu aos 13 minutos. Nikão chutou da entrada da área e venceu Jandrei. Atlético 2×1 Chapecoense.

O jogo era bem melhor do que foi na primeira etapa. Era a Chape que buscava o gol e o Atlético que contra-atacava. Só que, aos 23 minutos, o furacão paranaense ampliou. Na bola parada, Thiago Carleto cobrou falta e fez 3 a 1.

A Chape até se comportava bem – foi quem abriu o marcador, mas terceiro gol sofrido foi como um banho de água fria. Já na reta final, aos 43 minutos, Rosseto ampliou para 4 a 1. Jonathan cruzou e Matheus Rosseto fez um bonito gol. E teve mais. O quinto gol foi de Ederson, aos 47 minutos finais. Placar final: Atlético Paranaense 5×1 Chapecoense.

Foi a primeira derrota em estreias na Séria A. A recuperação precisa acontecer no primeiro jogo em casa, no próximo domingo, diante do Vasco da Gama, às 16h.

ATLÉTICO/PR: 1)Santos 8)Esteban Pavez 27)José Ivaldo 39)Bruno Guimarães 2)Jonathan 20)Matheus Rossetto 15)Camacho (Deivid) 26)Thiago Carleto 11)Nikão (Raphael Veiga) 92)Pablo 9)Lucas Ribamar (Éderson) Técnico – Felipe Diniz

CHAPECOENSE: 93)Jandrei 20)Apodi (Eduardo) 23)Rafael Thyere 23)Douglas 6)Bruno Pacheco 8)Canteros 55)Amaral 15)Márcio Araújo (Guilherme) 19)Vinícius (Nadson) 9)Wellington Paulista 18)Arthu Caike Técnico – Gilson Kleina

ARBITRAGEM: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa), auxiliado por Helcio Araújo Neves (CBF) e Heronildo S. Freitas da Silva (CBF) – Trio do PA

CARTÕES AMARELOS: Rafael Thyere, Wellington Paulista, Márcio Araújo (Chap); Zé Ivaldo (Atl)

ESTÁDIO: Arena da Baixada, em Curitiba

HORÁRIO: 19h (Domingo, dia 15/0/418)

PÚBLICO: 9.258

Fonte: Rádio Chapecó



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR






© - Ideia Good - Soluções para Internet