ÁREA RESTRITA - Bem Vindo {NOME_USUARIO}




NOTÍCIAS


CONCÓRDIA

Expectativa para a redução do valor do diesel em Concórdia
Representante dos postos diz que pesquisa da Agência está desatualizada.


Por Luan de Bortoli
Em 12/06/2018 - 07h56 - Atualizada em 13/06/2018 - 08:07



Segundo levantamento feito pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), em Concórdia o preço do diesel ainda está acima do que a classe dos caminhoneiros esperava após a greve e do acerto com o governo. Michel Temer anunciou que o valor do combustível cairia 46 centavos como medida para conseguir que a greve, que afetou o país interior, terminasse.

Assim como em boa parte do país, o valor do diesel ainda não caiu o esperado em Concórdia, mas a tendência é que isso ocorra nas próximas semanas. Pela pesquisa da ANP, o preço médio do diesel no município, na primeira semana de junho, ou seja, após a greve, era de R$ 3,35 o litro. Já o preço do produto na semana que antecedeu a paralisação, de 13 a 19 de maio, era R$ 3,52, ou seja, uma diferença de apenas 17 centavos, bem abaixo dos 46 anunciados pelo governo.

Segundo o coordenador do núcleo de postos da ACIC, Armi Parisenti, a tendência é que os 46 centavos já estejam sendo praticados em Concórdia, só ainda não foram contabilizados no levantamento da ANP. Essa pesquisa da agência foi realizada no dia 5 de junho, quando a redução ainda não havia sido totalmente aplicada. 

Já quanto ao preço da gasolina em Concórdia, a notícia é bastante ruim. O valor do produto subiu bastante após a greve dos caminhoneiros. Conforme a ANP, na semana anterior à greve, a média do produto era de R$ 4,31. Já na semana passada, na primeira semana de junho, já depois da paralisação, o preço estava 16 centavos mais caro, com uma média de R$ 4,47 em Concórdia.



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA MAIS



© - Ideia Good - Soluções para Internet