ÁREA RESTRITA - Bem Vindo {NOME_USUARIO}




NOTÍCIAS


ELEIÇÕES

Mesmo com problemas, biometria continua no 2º turno
Avaliação foi de que o primeiro turno teve votação tranquila.


Por Luan de Bortoli
Em 11/10/2018 - 08h47 - Atualizada em 12/10/2018 - 08:39



O segundo turno das Eleições 2018 já iniciou e desde segunda-feira, dia 08, candidatos estão liberados para fazer campanha. No rádio e na TV, a propaganda começa nesta sexta – das 07h às 07h20 e das 12h às 12h20 no rádio, e das 13h às 13h20 e das 20h30 às 20h50, na TV. Em Santa Catarina, haverá nova votação tanto para presidente, entre Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL), quanto para governador, entre Gelson Merísio (PSD) e Comandante Moisés (PSL).

Conforme a chefe de cartório da 9ª zona eleitoral de Concórdia, Maria Márcia Menezes, a eleição, em Concórdia, foi considerada bastante tranquila. Alguns problemas foram observados, mas no geral, dentro da expectativa. “Algumas urnas apresentaram problemas, mas foram solucionados. Temos uma equipe treinada para dar suporte”, destacou.

Quanto à biometria, que foi alvo de alguns problemas, ocasionando filas em diversos locais de votação, a chefe diz que ainda é um período de adaptação. “Mas não foi só em relação à biometria, que é um processo novo, mas também pela quantidade de candidatos para votar”, disse. Ela destacou também que o Tribunal Regional Eleitoral exportou dados do Instituto Geral de Perícias e isso confundiu algumas pessoas que não haviam feito o procedimento, mas solicitava o uso dela no horário da votação. A biometria retorna em novembro, depois do segundo turno

Segundo Marcia, o que mais incomodou a equipe foi a desconfiança dos eleitores em relação a desconfiança da urna. “Muitas fakes news, isso incomodou. A gente tem que selecionar o que é real ou não na internet. Porque ela aceita qualquer tipo de coisa. A pessoa precisa pensar um pouco”, comenta a chefe, lembrando que as notícias falsas atingiram também muitos candidatos.

Para o segundo turno, a expectativa é de uma votação mais célere. “O segundo turno é uma repetição do primeiro. Os mesários que trabalharam no primeiro turno estão convocados automaticamente para o segundo turno. Deverão comparecer na seção eleitoral no dia 28 no mesmo horário”, frisa a chefe de cartório.

Quanto ao eleitor que não votou no primeiro turno, ele pode votar normalmente no segundo, sem prejuízos. “Se o eleitor não votou no primeiro turno, pode votar no segundo turno, não vai ter prejuízo nenhum. E se faltou, tem 60 dias para ir até o cartório para justificar. O motivo tem que ser justificável, como doença ou viagem ao exterior”, finaliza.



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR






© - Ideia Good - Soluções para Internet