Rádio 96 FM

NOTÍCIAS


Coronavírus

Na 1ª semana, PM orienta mais de 500 empresas e notifica 18 durante fiscalização na região

Nesta quarta começou a segunda semana de decreto do governador.

Por Luan de Bortoli
25/03/2020 às 09h56 | Atualizada em 25/03/2020 - 10h11


A primeira semana de decreto de quarentena do governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, que determina restrições e o isolamento social, foi de intensa fiscalização por parte do 20º Batalhão de Polícia Militar de Concórdia. Em seis dias de vigência, a PM fez mais de 500 visistas a estabelecimentos que desobedeciam a ordem do governo estadual.

A Polícia Militar está realizando a fiscalização desde a última quinta-feira, dia 19. Neste período de seis dias, os policiais visitaram 507 estabelecimentos que descumpriram o decreto nos 13 municípios da abrangência do Batalhão. No primeiro momento, foram feitas orientações. Na segunda etapa, neste período, foram 18 notificações, ou seja, 18 empresas insistiram em continuar abertas.

No relatório diário desta terça-feira, dia 24, o último dia da primeira semana de decreto, os policiais visitaram apenas três estaeblecimentos que estavam irregulares em Concórdia, que compreende a 1ª companhia do batalhão. Nenhum deles precisou ser notificado, ou seja, obedeceram a determinação, conforme a Polícia Militar.

Na segunda companhia, que compreende Alto Bela Vista, Peritiba, Presidente Castello Branco, Irani, Lindoia do Sul, Ipumirim e Arabutã, ocorreram dez orientações e também nenhuma notificação. Já na na 3ª companhia, que engloba Seara, Itá, Paial, Xavantina e Arvoredo, foram 12 visitas e um estabelecimento notificado, o único na região. No total, foram 25 visitas.

Esse trabalho de fiscalização a estabelecimentos que continuarem abertos desobedecendo o decreto do governador seguirá por pelo menos mais uma semana. Carlos Moisés ampliou a determinação por mais uma semana. Portanto, serviços não essenciais deverão seguir de portas fechadas até a próxima terça-feira, dia 31.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM