Rádio 96 FM

NOTÍCIAS


Economia

Plano Safra terá juros menores

Programa do Governo Federal possibilitará mais crédito aos produtores rurais

Por Simone Vieira
11/07/2020 às 15h53


O Governo Federal anunciou o Plano Safra 2020/2021 com recurso maiores e com taxas de juros mais atrativas aos produtores rurais. As agências do Sicredi em Concórdia, por exemplo, somente no ano safra 2019/2020 liberaram mais de R$ 33 milhões em Crédito Rural e mais de R$ 11 milhões de investimentos pelo BNDES.

Conforme as gerentes das agências, Pamela Gavasso e Carina Mattana, para o ano safra 2020/2021, o planejado é de mais de R$ 44 milhões para Crédito Rural e R$ 29 milhões para investimentos pelo BNDES, entre as duas agências. 

Valor médio

A média entre valores e quantidade de operações liberadas é de R$ 69 mil reais de Crédito Rural e BNDES em torno de R$ 104 mil reais. “Os valores liberados variam muito de acordo com o enquadramento do associado e da cultura que estará sendo beneficiada”, destacam as gerentes.

O tempo de quitação da dívida no Custeio é em uma média de um a dois anos, conforme a finalidade. Já nas operações de investimentos rurais, o produtor tem até 15 anos e na Pessoa Jurídica até 10 anos para pagamento conforme finalidade.

Projeto Técnico

Conforme, a engenheira ambiental, Luciane Tibolla Giachine, da empresa LSG Ambiental, as instituições financeiras exigem um projeto para a liberação do crédito. “O profissional técnico deverá se pautar pelo Manual do Crédito Rural. Neste localizamos todas as informações sobre zoneamento de culturas, áreas, datas, plantios, cultivos, dentre outras informações para embasar legalmente o agente financiador”, destaca. 

A engenheira ressalta que os bancos e cooperativas exigem esse projeto até para demonstrar a capacidade de pagamento daquele crédito que o produtor está tomando emprestado. O custo desse projeto também é baseado no Manual do Crédito Rural, porém será na média de 0,5% a 2% do valor financiado, depende caso a caso. 

Documentos

Existem projetos que são ainda mais complexos, pois, além do projeto técnico, é necessária uma assessoria junto à propriedade rural, com emissão de laudos sobre o custeio agrícola, o projeto de crédito rural, além de laudos que atestem efetivamente o uso do recurso, entre outros documentos de acordo com o enquadramento e finalidade beneficiada.

Taxas de Juros

O plano lançado pelo Governo Federal prevê aos pequenos agricultores rurais R$ 33 bilhões para financiamento em atividades agropecuárias, por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), e os médios produtores rurais, R$ 33,2 bilhões por meio do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp). Demais produtores e cooperativas vão contar com recursos da ordem de 170,17 bilhões de reais. Houve redução em todas as taxas de juros dos programas contemplados pelo Plano Safra 2020/2021 que vão variar de 2,75, a 7,5% ao ano. 
 






SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM