Rádio 96 FM

NOTÍCIAS


Educação

Ideb: Confira o desempenho das cidades da Amauc na Educação Básica

Arabutã é o município com melhor nota e se destaca no Estado.

Por Luan de Bortoli
16/09/2020 às 06h15 | Atualizada em 17/09/2020 - 06h55


O Ministério da Educação divulgou nesta terça-feira, dia 15, dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), referente a 2019. No que diz respeito aos municípios da Associação dos Municípios do Alto Uruguai Catarinense (AMAUC), nos anos iniciais, a maioria passou da meta estipulada, enquanto que nos anos finais os números não foram alcançados pela maior parte.

Nos dados dos anos iniciais na rede pública de ensino, isso é, englobando redes municipal e estadual, oito municípios apresentaram crescimento em relação ao Ideb anterior, de 2017 e quatro tiveram queda. A melhor nota é de Arabutã, com 7,9. Concórdia caiu em relação à edição passada, e a pior nota é de Irani, com 6,1. Neste quesito, Arabutã tem a segunda melhor nota do Estado. Além disso, 11 cidades superaram a meta, enquanto que uma (Xavantina) caiu. Irani e Concórdia ficaram no limite da média.



Nos anos finais, os números são piores. Oito cidades tiveram nota pior do que na edição de 2017, enquanto que quatro subiram. Peritiba e Presidente Castello Branco são os dois municípios com as melhores notas e aparecem entre a 30 melhores de SC. A pior nota é de Irani, Itá e Lindóia do Sul. Concórdia aparece em quarto lugar, mas com queda em relação à edição anterior. Ainda neste quesito, nove cidades ficaram abaixo da média e apenas quatro superaram ela. 



Quanto ao Ensino Médio, também uma melhora. Das oito cidades com dados divulgados, sete tiveram uma melhora na nota final, enquanto que uma – Presidente Castello Branco – caiu. Concórdia está em sexto lugar com 4,4. Em relação à meta, cinco municípios superaram a projeção, enquanto que duas caíram e uma ficou dentro da média – Concórdia. Neste grupo, Alto Bela Vista aparece entre as 20 melhores notas do estado.


Já em Santa Catarina, o desempenho do ensino fundamental deixou um pouco a desejar no Ideb 2019. Em contrapartida, o ensino médio melhorou a nota e dá sinais de reação no Estado. O Ideb é o principal indicador de avaliação da educação básica no Brasil e considera a nota obtida pelos alunos nas provas do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica, aplicadas a cada dois anos, e nos índices de aprovação das turmas.

O Brasil bateu a meta para os primeiros anos de aprendizagem (até o 5ª ano) pela sétima vez seguida, desde que o índice foi criado em 2005, com edição a cada dois anos. ️Mas não atingiu o mínimo proposto para a avaliação dos anos finais do ensino fundamental (6º ao 9º ano) pela quarta vez consecutiva. No ensino médio, a avaliação ficou longe da meta.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM