Rádio 96 FM

NOTÍCIAS


Estado

Após decisão da Alesc, Carlos Moisés encaminha nota onde diz que acredita na Justiça

Governador e vice de Santa Catarina são acusados de crime de responsabilidade.

Por Ederson Vilas Boas
18/09/2020 às 05h54 | Atualizada em 18/09/2020 - 12h25


Após a decisão pelo pedido de impeatchment, em sessão que aconteceu na Assembleia Legislativa, o Governador Carlos Moisés encaminhou uma nota com o título "Crença na Justiça" (Confira a nota abaixo). O pedido de impedimento acusa o governador e a vice de crime de responsabilidade por fazer uma equiparação salarial de procuradores do Estado à mesma faixa salarial dos procuradores da Alesc. 

Crença na Justiça

O governador Carlos Moisés lamenta a decisão da Assembleia Legislativa de dar prosseguimento ao processo de impeachment nesta quinta-feira, 17. A pressa com a qual o presidente do Parlamento estadual levou o tema a plenário revela tão somente os interesses políticos daqueles que buscam o poder para fins pessoais e não respeitam o voto dos catarinenses, atentando contra a democracia.

O chefe do Executivo estadual permanece confiante na Justiça e no discernimento dos desembargadores e deputados que apreciarão a questão a partir da formação do Tribunal Misto. A ação se baseia em um frágil argumento que não tem justa causa legal e tampouco apresenta qualquer irregularidade praticada pelo governador, conforme já aferiram o Ministério Público Estadual e o Tribunal de Contas do Estado.

Apesar dos ataques e das tentativas de desestabilização, o governador se mantém firme na missão de gerir o Executivo estadual para o bem dos catarinenses.

Orgulha-se de uma administração que já economizou mais de R$ 360 milhões para os cofres públicos com revisão de contratos, inovação e desburocratização de processos. Os investimentos, o desenvolvimento econômico, a saúde e o bem-estar da população seguem como prioridade.


Placar da votação do impeachment contra Carlos Moisés. Veja como votou cada Deputado:

Sim: 33 votos
Não: 6 votos
Abstenção: 1

MDB

Luiz Fernando Vampiro: Sim

Ada de Luca: Sim

Fernando Krelling: Sim

Jerry Comper: Sim

Mauro de Nadal: Sim

Moacir Sopelsa: Sim

Romildo Titon: Sim

Valdir Cobalchini: Sim

Volnei Weber: Sim

PSL

Sargento Lima: Sim

Ana Campagnolo: Sim

Coronel Moccelin: Não

Felipe Estevão: Sim

Jessé Lopes: Sim

Ricardo Alba: Sim

PSD

Kennedy Nunes: Sim

Ismael dos Santos: Sim

Marlene Fengler: Sim

Milton Hobus: Sim

Júlio Garcia (presidente): abstenção

PL

Ivan Naatz: Sim

Marcius Machado: Sim

Maurício Eskudlark: Sim

Nilson Berlanda: Sim

PT

Fabiano da Luz: Sim

Luciane Carminatti: Sim

Neodi Saretta: Sim

Padre Pedro Baldissera: Sim

PP

João Amin: Sim

Altair Silva: Não

José Milton Schaeffer: Não

PSB

Nazareno Martins: Sim

Laércio Schuster: Sim

PSDB

Marcos Vieira: Sim

Vicente Caropreso: Não

Novo

Bruno Souza: Não

PCdoB

César Valduga: Sim

PDT

Paulinha: Não

PSC

Jair Miotto: Sim

Republicanos

Sérgio Motta: Sim





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM