Rádio 96 FM

NOTÍCIAS


Polícia

Decreto de prisões preventivas para envolvidos em sequestro de médica

Dupla que confessou o crime estava com temporária.

Por Marcos Feijó
20/11/2020 às 14h49 | Atualizada em 20/11/2020 - 18h14

O juiz Marcos Luís Agostini, da 1ª Vara Criminal da Comarca de Erechim, decretou a prisão de Wilson Roberto Kintof e de Cirene dos Santos Moraes, apontados pela polícia como autores do sequestro da médica Tamires Regina Gemelli da Silva. A dupla fez confissão e estava até então em prisão temporária. Segundo o juiz, a polícia chegou aos autores através da interceptação de telefones e trocas de mensagens pelo WhatsApp. A decretação da prisão preventiva dos acusados foi uma solicitação do Ministério Público. 

No relatório final da polícia e na confissão de Wilson e Cirene, consta que a vítima foi abordada no momento em que entrava no carro, ao sair do trabalho ingressaria em seu veículo. A médica foi levada, no primeiro momento, para o Município de Itá/SC e mantida em cativeiro. Os representados teriam realizado contato telefônico com a família da médica para solicitar o preço do resgate no valor de R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais) 

Depois disso a vítima foi levada para a cidade Cantagalo/PR, onde permaneceu em cativeiro até, aproximadamente às 22 horas do dia 21 de outubro.
A polícia também apurou no inquérito que Wilson Roberto Kintof foi o mentor intelectual e executor principal do crime. Ele teria planejado o delito durante longo tempo, economizado dinheiro para as despesas e com o auxílio de Cirene.

Fonte: AU ON LINE





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM