Rádio 96 FM

NOTÍCIAS


Geral

​Ronaldo Coutinho do Prado completa 25 anos de previsão do tempo na Rádio Rural

Em entrevista, ele fala sobre as mudanças ao longo deste período.

Por Luan de Bortoli
12/01/2021 às 06h09 | Atualizada em 12/01/2021 - 15h01


 Um dos profissionais mais antigos de Santa Catarina na previsão do tempo, o engenheiro agrônomo Ronaldo Coutinho do Prado completou no último mês de dezembro 25 anos de boletins de meteorologia na Rádio Rural. Desde a década de 90, Ronaldo tem participação diária nos noticiários e na programação da Rural e, mais recentemente, também na 96.

Conforme Ronaldo, a emissora concordiense, junto com a Rádio Eldorado de Criciúma, são as duas que recebem a atualização meteorológica há mais tempo ininterruptamente – desde os anos 90. Tudo começou por volta de 1995, assim que ele terminou o curso de Engenharia Agronômica, o primeiro de Santa Catarina, na antiga Empasc, que depois se tornou Epagri.

“Quem começou realmente a previsão em Santa Catarina foi Márcio Sonico. Aí eu assumi parte, estava fazendo estágio de final de curso, fui ajudando o Márcio, ele foi obrigado a sair, e assumi a previsão na antiga Empasc. Com o Homero (Aimussi), na parte da previsão em si. A gente recebia cartas via fax de previsão e fazia, primeiro pegava e adaptava à nossa realidade, e depois começamos a fazer a nossa previsão, e distribuía para mais de 200 pontos do Estado”.

Conforme Ronaldo, nestas quase três décadas muitas coisas mudaram e evoluíram na atividade de fazer a previsão do tempo, especialmente a tecnologia. “Hoje, não dá pra gente imaginar como era quando comecei, em 96. Não sei se você lembra do computador compact, tinha 40 Mega de memória. Hoje, ele não rodava nem 10% do Windows. E foi indo. Hoje a gente faz videoconferência, tem o canal do tempo no youtube, e a gente faz previsão pro país inteiro”.

Na entrevista, Ronaldo também comentou que hoje é possível prever melhor o tempo, mas a pandemia atrapalhou a atividade. “O problema de hoje é que melhorou bastante, porque a qualidade de informações nem se compara. Hoje você consegue ter uma ideia a mais longo prazo. Não é igual nos filmes, dizer que vai chover de 14h15 às 16h15 na sexta-feira de 2021, mas vai acontecer. Só não agora porque a informática ainda não acompanha. Esse ano tá pior por causa da pandemia. Diminuiu o número de voos em alta atitude, e esses voos fornecem diversas informações, e é lá em cima que manda”.

Atualmente, o Climaterra, que é a empresa de monitoramento climatológico de Ronaldo que presta serviços à Rural, com parceira de Piter Scheuer, realiza a previsão do tempo em aproximadamente 80 veículos de comunicação, entre TV e rádios, além da Acaert. A dupla produz boletins diários além de Santa Catarina, também para o Paraná e Rio Grande do Sul.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM