Rádio 96 FM

NOTÍCIAS


Coronavírus

Aumento dos casos de covid em 2021 é reflexo de festas de fim de ano, diz médico

Dr. Fernando Guedes afirma que vacina é segura e quer tomar o mais rápido possível.

Por Luan de Bortoli
14/01/2021 às 06h13 | Atualizada em 14/01/2021 - 18h17


Confirmando as previsões, o início de 2021 está com números acima da média no que diz respeito aos casos do novo coronavírus. Este cenário é uma realidade em todo o Brasil, e também pode ser observado em Concórdia, como revela o médico responsável pela Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da covid-19, do Hospital São Francisco, Fernando Guedes.

De acordo com o médico, este aumento no número de novos casos diários é reflexo direto dos encontros das festas de fim de ano. Em dezembro, os profissionais de saúde já alertavam que as reuniões nas datas comemorativas culminariam no aumento de pessoas infectadas e também no número de mortes no começo de 2021, e por isso pediam para evitar as festas.

De acordo com relato de profissionais de saúde, a maioria dos pacientes que tem procurado atendimento médico em Concórdia desde a semana passada tem dito que esteve reunida com familiares ou amigos em celebrações de natal ou ano novo, conforme o médico. 

“Como já era esperado, o número de atendimentos e a procura por atendimentos têm sido muito grande neste período que a gente calculava, em torno do dia 10 de janeiro, e isso vem ao encontro daquilo que a gente já imaginava, sendo reflexo das aglomerações do fim do ano. Vêm pacientes idosos, com comorbidades, e esses pacientes evoluem com gravidade maior e muitas vezes a óbito”.

Fernando Guedes lembra ainda que a aglomeração segue não recomendada por conta da alta taxa de contaminação. O retorno à normalidade só deve ocorrer depois da vacinação, que está prestes a iniciar e é segura. Ele deseja se vacinar o mais rápido possível. 

“Felizmente há uma expectativa de que chegue a vacina logo, né. E tão logo chegue essa vacina, e seja feita a aplicação das doses, acreditamos que isso será muito importante para o controle da pandemia. Então estamos muito ansiosos esperando pela vacina. Eu mesmo, assim que chegar a vacina, vou fazer”, reforça o médico.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM