Rádio 96 FM

NOTÍCIAS


Concórdia

Programa habitacional em Concórdia pode ter nova classificação

​Prefeitura e entidades unem forças para rever teto de financiamento .

Por Marcos Feijó
15/01/2021 às 20h54 | Atualizada em 16/01/2021 - 12h47


Ainda no ano passado, o IBGE divulgou dados, que deixava Concórdia de fora da classificação de capital regional. Isso refletiu diretamente nos tetos dos financiamentos habitacionais, liberados pela Caixa Econômica Federal pelo Programa Federal Casa Verde e Amarela (antigo Minha Casa Minha Vida). Na prática, as famílias que buscam financiar sua moradia, podem conseguir a liberação de no máximo R$ 140 mil. Mas municípios vizinhos, como Joaçaba, Chapecó, Caçador, dentre outros, por serem classificados como capital regional, conseguem ter a liberação de até R$ 170 mil. 

Essa situação preocupou o prefeito Rogério Pacheco, que ainda em dezembro passado, procurou lideranças federais, solicitando apoio para que essa classificação de Concórdia fosse reavaliada. Com o objetivo de ampliar forças e realizar uma mobilização em conjunto, a Associação Empresarial de Concórdia – Acic, Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL e o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Contrução Civil e do Mobiliário do Alto Uruguai Catarinense-Sinduscon também abraçaram a causa. 

Na tarde desta sexta-feira, 15, um encontro entre representantes das entidades, o prefeito Rogério Pacheco e o vereador Wagner Simioni, alinhou uma mobilização para que a classificação seja revista pelo IBGE. Em conjunto, outros encaminhamentos serão dados em benefício das famílias, que buscam liberar financiamentos para moradia.

Fonte: Assessoria





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM