Rádio 96 FM

NOTÍCIAS


Justiça

Advogado do réu no Caso Ingra não antecipa tese da defesa

Tribunal do júri será no dia 3. Sorteio de jurados foi realizado.

Por Marcos Feijó
11/02/2021 às 08h35 | Atualizada em 11/02/2021 - 11h58


A reportagem da Rural/96 entrou em contato com o advogado do homem pronunciado por feminicídio na forma tentada ocorrido em 4 de fevereiro de 2020 no centro de Concórdia, caso Ingra. Márcio Dal Piva apenas disse “estar debruçado nas últimas análises”, não antecipando a tese de defesa.  O júri, no Fórum de Concórdia, será no dia 3 de março, às 9 da manhã. 

Era noite de 4 de fevereiro do ano passado quando Ingra com uma amiga e com a filha do casamento rompido, saia de um restaurante na rua do Comércio. Ele estava aguardando no lado de fora e na calçada do estabelecimento desferiu mais de 20 facadas. O agressor saiu do local se apresentando passados dois dias, mas acabou liberado. Porém no outro dia acabou detido através de um mandado e aguarda no Presídio Regional o seu julgamento. Ela ficou internada por alguns dias na UTI com risco de morte.

Na terça-feira passada, dia 9, houve audiência para o sorteio dos jurados que participarão da seleção dos sete no dia do julgamento. O júri não será aberto ao público devido os protocolos da pandemia. 





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM