Rádio 96 FM

NOTÍCIAS


Saúde

Fevereiro Roxo

Mês de prevenção contra o Lúpus, Fibromialgia e Alzheimer

Por Simone Vieira
13/02/2021 às 07h00

Esse é o mês de conscientização e prevenção ao Lúpus, Fibromialgia e Alzheimer. O Programa Show do Cézar Luiz recebeu o médico reumatologista do Ambulatório de Especialidades do Hospital São Francisco, Dr. Thiago Alberto dos Santos para falar sobre o tema. 

O reumatologista explanou que as doenças autoimunes são as doenças que o nosso próprio corpo ataca. A medicina possui muitas doenças autoimunes, dentre elas as principais são a Artrite Reumatoide, Lúpus, Espôndilo artrites, Vasculites, entre outros. Porém, nem toda doença da reumatologia é autoimune. 

O Lúpus já é uma doença mais comum, autoimune, diferente da Fibromialgia que é uma síndrome dolorosa crônica onde por outros mecanismos esta acontece.  “O Lúpus é uma doença sistêmica, nós falamos popularmente, que pega desde a ponto do fio de cabelo até as unhas dos pés. Então não existe uma parte do corpo onde não tenha. Os principais sintomas de forma simplificada são dores e edemas nas articulações, alguns problemas de pele, alterações nos rins, fígado, são vários tipos de manifestações”, destaca o médico. 

Quanto aos fatores de risco, é preciso ficar atento ao histórico familiar, fatores ambientais como exposição a alguns tipos de substâncias, histórico de infecção prévia, principalmente as virais. Outro destaque, é que esta doença acomete muito mais mulheres do que homens no país. Conforme o reumatologista, a proporção é de sete mulheres para um caso de Lúpus no sexo masculino. “São mulheres normalmente na segunda ou terceira década de vida. Um dos fatores é hormonal”, destaca.

De acordo com publicação do Ministério da Saúde, os sintomas do Lúpus podem surgir de repente ou se desenvolver lentamente. Eles também podem ser moderados ou graves, temporários ou permanentes e variam de acordo com as partes do corpo que forem afetadas pela doença. Entre os sinais estão dor nas articulações, rigidez muscular, inchaços, sensibilidade à luz do sol,  irritação cutânea (vermelhidão na face em forma de "borboleta" sobre as bochechas e a ponta do nariz), que afeta cerca de metade das pessoas com a anomalia. A irritação cutânea piora com a luz do sol e também pode ser generalizada.

Dr. Thiago destaca que não existe prevenção para o Lúpus, mas a partir do diagnóstico da doença, existem medidas a serem adotadas como o tratamento farmacológico, o acompanhante médico constante, uma equipe multidisciplinar. Em décadas anteriores não se tinham opções de tratamento, hoje não há cura para a doença, mas o controle desta. 

Os cuidados vão desde evitar a exposição ao sol, uso de protetor solar, evitar o tabagismo, praticar atividades físicas corretamente, medicação e outras medidas conforme o sintoma de cada paciente. 

Muitas pessoas públicas já declararam abertamente serem portadoras de doenças como Lúpus e Fibromialgia. A atriz e cantora  norte-americana, Selena Gomes, declarou em 2015 que lutava contra o Lúpus Eritematoso Sistêmico e nesta condições foi obrigada a passar por um transplante de rim. 


Já a cantora americana, Lady Gaga, afirmou que luta há anos contra a Fibromilagia. Uma dor crônica, sem cura, que provoca fortes dores no corpo. A doença ainda pode levar a quadros de depressão e ansiedade, como relata Lady Gaga: "paranoia, medo, dor no corpo, ansiedade. Vou de pessoas me tocando e falando comigo o dia inteiro, ao silêncio total. Todos acabam indo embora e eu fico sozinha".
  


Fontes: https://www.vix.com/pt/saude/569476/15-famosos-que-fizeram-um-servico-enorme-ao-falarem-abertamente-sobre-suas-doencas?utm_source=next_article, 

https://g1.globo.com/bemestar/noticia/lupus-entenda-a-doenca-que-levou-selena-gomez-a-fazer-um-transplante-de-rim.ghtml

http://www.blog.saude.gov.br/

Foto Reprodução / Instagram: Selena Gomes e Lady Gaga





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM