Rádio 96 FM

NOTÍCIAS


Concórdia

​Com um terço da chuva esperada, Concórdia vê o fantasma da estiagem voltar

Fevereiro tem apenas 41 milímetros de chuva e diversos pontos em alerta para estiagem.

Por Luan de Bortoli
23/02/2021 às 06h33 | Atualizada em 23/02/2021 - 07h19


A queda no volume de chuva no mês de fevereiro, até agora, voltou a deixar a região de Concórdia em atenção para a estiagem. O quadro ainda não é o mesmo do ano passado, mas já há pontos do município com nível abaixo do normal, conforme os relatórios divulgados pela Epagri/Ciram, o órgão estadual que faz acompanhamento meteorológico.

De acordo com o boletim desta segunda-feira, dia 22, dos cinco pontos monitorados pelo órgão, apenas um estava em situação normal. Os outros quatro já indicavam a piora do quadro de chuva, sendo que outros dois – na ponte da rua João Suzin Marini e a Foz do Rio Claudino, na rua Osvaldo Zandavalli – já estavam na classificação de emergência para estiagem.

E, de fato, a chuva em fevereiro está bem abaixo do esperado para o período. Conforme os dados apurados e informados pela estação agrometeorológica da Embrapa Suínos e Aves, Concórdia teve, até agora, apenas 41 milímetros de chuva, quantidade que é mais de três vezes menor do que os cerca de 150 milímetros esperados para o mês.

Mesmo que o cenário ainda não se assemelhe ao do ano passado, se não houver melhora na precipitação, aos poucos a condição volta a se agravar. Em 2020, o pior momento da seca foi entre agosto e novembro. Com a pouca chuva do período, a agricultura de Concórdia sofreu com prejuízos milionários, que eram estimados em cerca de R$ 60 milhões.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM