Rádio 96 FM

NOTÍCIAS


Concórdia

CDL avalia impactos de novas medidas contra a covid em Concórdia

Presidente da entidade diz que comércio vem trabalhando para evitar perdas.

Por Luan de Bortoli
04/03/2021 às 08h43


O comércio de Concórdia ficou fechado por, pelo menos, quatro dias entre semana passada e início desta por conta das medidas restritivas visando o enfrentamento à covid-19, naquele que é considerado o pior momento da pandemia. A medida foi tomada pela prefeitura de Concórdia, com apoio de entidades como a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Associação Empresarial (ACIC) e Fiesc.

O presidente da CDL, Gabriel Sabino, fez uma avaliação do novo momento da pandemia e os impactos ao comércio local. Causando reflexos diretos no setor, Sabino diz que a entidade não esperava que o município fosse passar novamente por uma situação parecida com março do ano passado, quando o comércio também precisou ficar fechado por algumas semanas.

“Desde março a gente vem sofrendo por causa da pandemia. 2021 seria um ano que acreditávamos que sairíamos desse momento, mas infelizmente chegamos a um momento que não esperávamos”, destacou ele em entrevista à reportagem da Rural nesta quinta-feira, reforçando que o comércio trabalha para evita mais perdas.

O presidente ainda ressaltou que desde o ano passado os lojistas vêm se reinventando para criar alternativas frente ao momento difícil e buscando opções para sobreviver mesmo em meio às restrições. Ele ainda ressaltou que o comércio não é culpado pelo avanço da doença neste momento e que a CDL tem trabalhado desde o ano passado para conscientizar. Assim, as lojas estão seguindo todos os protocolos sanitários necessários.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM