OPINIÃO


SIMONE VIEIRA


Jornalista
Formada em Comunicação Social - Radialismo (Unoesc/Joaçaba). Formada em Jornalismo (UnC/Concórdia). Pós-Graduada em Análise, Escritura e Reescritura Textual (URI/Erechim). Pós-graduada em Marketing e Vendas pela FACC. Formada em Direito pela FACC.





Irani – Terra de muitas histórias


Há 110 anos ocorria confronto que mataria mais de seis mil pessoas

Adicionado em 19/10/2022 às 11:29:46

Quantas histórias têm nossos antepassados na região Sul do Brasil. Quem nunca ouviu algo sofre as guerras, os conflitos, os povos indígenas que na região habitavam, os imigrantes que aqui se estabeleceram. Sempre gostei de História. Com um pouquinho de esforço é possível compreender várias situações que ocorreram ao longo das gerações. Faz parte de quem eu sou e do que me tornei. 

Quando meu avô (José Pedro Sarmento) era vivo adorava quando ele contava histórias sobre os conflitos no Sul do país, os bugres, as histórias passadas de geração em geração. Mesmo com pouca instrução era um homem muito sábio. Tinha uma dose incrível de bom humor, um baita narrador de boas histórias e sempre que ia visitar eles, lá estava seu Correio do Povo na mesinha perto do chimarrão.  Tenho o privilégio de ter meu avô materno (Antônio Fraron) vivo e ele também foi testemunha da história. Da chegada clandestina do seu avô em um navio da Itália, passando fome, comendo o que jogavam no porão do navio, até quando ele foi chamado da Delegacia local por falar italiano em público, o que na época era proibido. 

Nesse mês de Outubro, um conflito sangrento completa 110 anos. Em outubro de 1912, acontecia em Irani um dos fatos mais marcantes na história de nosso Estado. Esta foi apenas a primeira batalha de uma Guerra que durou 4 anos e pôs fim a muitas vidas. Este ficou conhecido como “O COMBATE DO IRANI”.


O Município de Irani, para valorizar a história, a memória e a luta dos que deram suas vidas por um ideal, até dia 22 de outubro desenvolve atividades nas Unidades Escolares e no dia 21, haverá uma Noite Cultural para toda a comunidade, a partir das 19h no Ginásio Municipal Modesto Tortelli.

No dia 22, dia em que aconteceu o Combate do Irani, às 9h, haverá um desfile cívico-militar, com militares do Paraná e de Santa Catarina e descendentes dos caboclos, pela rua central da cidade. A concentração se dará a partir das 08h30 nas proximidades do Ginásio Municipal, Rua José Kades, 854, centro, seguindo o desfile pela Rua Governado Ivo Silveira. 

A programação segue com almoço típico caboclo, por adesão e na parte da tarde, as homenagens serão na Sitio Histórico do Contestado as margens da BR 153 na altura do Km 64, no local onde ocorreu o Combate e na vala dos 21 local onde estão enterrados militares e caboclos que perderam suas vidas no combate.  

Se você também já ouviu de seus antepassados essas histórias, compartilhe com a gente. As histórias sobre vários ângulos enriquecem nossa cultura. 

Fotos: Agência Senado
Foto 2:  https://turismo.irani.sc.gov.br/o-que-fazer/item/sitio-historico-e-arqueologico-do-contestado



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR





VEJA TAMBÉM