NOTÍCIAS



Especial

Na semana de aniversário, ex-prefeitos de Concórdia relembram desafios do passado


Rural e 96 realizam reportagem especial para comemorar 86 anos de Concórdia.

Por Luan de Bortoli
27/07/2020 às 14h00 | Atualizada em 28/07/2020 - 11h10
Compartilhar


Concórdia comemora nesta semana 86 anos de emancipação político-administrativa. Diferente de anos anteriores, desta vez o município não terá a comemoração tradicional por conta da pandemia do coronavírus. Mas, a Rádio Rural e a Rádio 96 produzem uma série especial dividida em três partes para celebrar mais um ano de conquistas da capital do trabalho.

Nesta primeira reportagem especial, os jornalistas Luan de Bortoli e Simone Vieira entrevistaram dois ex-prefeitos de Concórdia. Na conversa, Luiz Suzin Marini (na época, no PMDB) e Odacir Zonta (na época, no PDS) voltam ao passado e lembram como era a Concórdia daquele tempo, contam sobre os principais desafios e analisam o cenário atual e futuro do município.

Nesta terça-feira, dia 28, na segunda reportagem especial, o foco será sobre os próximos anos e o desenvolvimento do município. O colunista e jornalista Luis Longhini vai conversar com empresários locais sobre o futuro de Concórdia, fazendo prospecções quanto ao crescimento da cidade. Na terceira reportagem, na quarta, um resgaste histórico vai mostrar momentos especiais do aniversário do município.

Luiz Suzin Marini

Prefeito por duas vezes em Concórdia (1966-1970 e 1983-1989), Luiz Suzin Marini nasceu em 28 de setembro de 1935 (completará 85 anos), um ano depois da emancipação de Concórdia. Filho de João Suzin Marini e de Adelina Colombo Marini. Casou com Leni Maria Perotti Suzin Marini, com quem teve: Luizita, Raquel, Marta, Luiz Júnior, João Alberto e Rafael. Além de prefeito, foi eleito vereador entre 1936 e 1967.

Na entrevista, Marini lembra que na época em que foi vereador, trabalhava de graça e precisava se deslocar do interior do município até o centro diariamente. “Começamos como vereador, na época que o vereador trabalhava de graça. Eu morava no interior, em Cachimbo, e vinha gratuitamente, sem remuneração, nas reuniões durante os quatro anos”.

Quando foi prefeito, enfrentou grandes desafios. Marini lembra que naquela época, cidades da região ainda pertenciam a Concórdia. “Foram de muito trabalho. Nosso município era muito grande. Tinha Arabutã, Lindóia, Alto Bela Vista, Volta Grande, tinha uma área muito grande. E era difícil fazer tudo, comprar equipamentos. Mas, graças a Deus, graças ao esforço de todos realizamos o melhor para Concórdia”.

O município foi marcado por diversas ocorrências naturais nesses 86 anos. Uma delas foi a grande enchente de 1983, como lembra o ex-prefeito. “Nos primeiros meses que assumi a prefeitura, tivemos uma enchente muito grande. Causou um prejuízo grande. No momento da enchente, tava se realizando uma exposição no Parque, e foi tão forte que chegou a levar porco que estava lá embora. Alagou a cidade, entrou água em empresas, chegou a levar residências trocando de lugar. Mas, logo depois da enchente, o povo se abraçou, e conseguimos reerguer Concórdia”.

Marini finaliza a entrevista destacando o trabalho de todos os prefeitos que passaram por Concórdia e diz que o município está no caminho certo. “Ajudamento no engradecimento da cidade. E todos os outros [prefeitos]. Concórdia que se projetava e graças a Deus conseguiu enfrentar tantos desafios, e hoje é uma cidade muito grande, município forte, fazendo exportações a grande parte do mundo. Concórdia só vem a passos largos, tá bonita, tá crescendo, e a população tá colaborando com as administrações”.

Odacir Zonta

Prefeito eleito em Concórdia, Odacir Zonta (75), exerceu seu mandato de 01/01/1989 a 31/12/1992. Nasceu em 18 de julho de 1945, em Encantado/RS. Filho de Severino Sebastião Zonta e de Dileta Frare Zonta. Casou com Rita Zonta, com quem teve Clodoaldo e Ronaldo. Formou-se em Filosofia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Palmas/PR, em 1975. Iniciou a vida profissional como escriturário na empresa Sadia, entre 1963 e 1965. 

Em entrevista concedida às nossas emissoras, Zonta explica que os principais desafios na época eram o sistema rodoviário, educacional e de saúde. “Foram construídas mais de 350 salas de aulas novas. Os Postos de Saúde tivemos que descentralizar, pois além de Concórdia, tínhamos de atender Alto Bela Vista, Arabutã e Lindóia do Sul”. 

Zonta explica que foram mais de 40 postos de saúde implantados nas comunidades do interior. O entrevistado explica que outro desafio foram os desastres ecológicos.  “Foram vendavais que dizimaram a cidade, em  91, foram 3 ciclones um seguido do outro”. 

Para o futuro de Concórdia, Odacir Zonta afirma que se tem perspectivas muito boas se considerar a agroindústria e o agronegócio. “Concórdia sempre esteve em um patamar de desenvolvimento permanente. Está entre os grandes modelos de organização municipal desse país”. 

Odacir Zonta já foi Secretário Municipal de Administração em Ipumirim, entre 1966 e 1969, e Vice-Prefeito, eleito para o período de 1969 e 1973, e Prefeito, para mandato de 1973 a 1977, pela Aliança Renovadora Nacional (ARENA). Exerceu o cargo de Secretário de Agricultura do Estado de Santa Catarina. Elegeu-se duas vezes à vaga de Deputado Estadual na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, além de Deputado Federal.


Fonte: REPORTAGEM PRODUZIDA POR LUAN DE BORTOLI E SIMONE VIEIRA




SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM