NOTÍCIAS



Estiagem

Chuva do fim de semana não é suficiente e condição de estiagem continua em Concórdia


Dados são da Epagri/Ciram, que acompanha em tempo real o nível de chuva e dos rios.

Por Luan de Bortoli
29/09/2020 às 06h15 | Atualizada em 23/11/2020 - 08h15
Compartilhar


O último fim de semana foi de chuva em Concórdia e região, confirmando o que a previsão do tempo já apontava. No município, conforme o acompanhamento em tempo real feito pela Epagri/Ciram, órgão estadual de monitoramento climatológico, houve um volume de chuva de até 21 milímetros na região central. O vento e o granizo causaram danos pontuais em Concórdia.

Essa quantidade, porém, não foi o bastante para amenizar a situação de escassez no município. Conforme o sistema de acompanhamento do nível dos rios da Epagri/Ciram, a condição de estiagem permanecia a mesma da semana passada de acordo com o boletim hidrológico divulgado nesta segunda-feira, dia 28. Apenas dois dos seis pontos da bacia do Jacutinga estavam em nível normal.

Dos quatro restantes que preocupavam, um deles estava na classificação vermelha, a pior de todas: Foz do Rio Claudino, na Rua Osvaldo Zandavalli. Os Pontos da Rua Vitório Celant, no centro, e a Ponde da Rua João Suzin Marini, estavam na segunda pior classificação, de alerta para estiagem, enquanto que  o Montante da Barragem, em São Cristóvão, aparecia com a condição de Atenção.

O mês de setembro segue bastante seco, com menos de 60 milímetros de chuva acumulada desde o início do período. E a perspectiva é desanimadora, especialmente para o campo, que é quem mais sofre com a estiagem. A previsão indica que os meses finais deste ano serão de pouca chuva novamente, em todo o Estado, mas especialmente na região Oeste.




SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM