Rádio 96 FM

NOTÍCIAS


Saúde

​Segundo pesquisas, mães com Covid-19 podem amamentar seus bebês

Ginecologista comenta sobre a amamentação em tempos de pandemia.

Por Lucas Villiger
28/04/2021 às 09h19


As mulheres que estão passando pela gravidez, que estão pensando em ter um filho e as que recentemente tiveram seu bebê, têm muitas dúvidas em relação a amamentação em tempos de pandemia. O principal motivo que causa preocupação nessas mães é sobre as maneiras de contaminação do coronavírus em seus bebês.

A ginecologista Ligia Engel explicou que as mulheres podem amamentar seus bebês mesmo se estiverem contaminadas com o coronavírus. “O que se descobriu é que a mamãe, mesmo com Covid, ela pode amamentar, desde que tome todas as precauções, como o uso de máscaras e higienização das mãos”, comenta. “É importante também que o bebê fique pelo menos a 2 metros de distância da mãe, quando ela não estiver amamentando”, completa Ligia.

Ligia também lembrou da pesquisa que saiu recentemente que deduz que o leite materno contém os anticorpos de combate ao coronavírus presentes no corpo da mulher. “Se a mãe teve Covid ou tomou a vacina, esses anticorpos são passados para o bebê, assim o leite materno ajuda a imunizar os bebês”, disserta. “Não se sabe quanto tempo esses anticorpos vão ficar no corpo do bebê ou se imuniza totalmente, mas é uma notícia ótima que os anticorpos anti-Covid passam pelo leite materno”, finaliza Ligia.

Só é contraindicado a amamentação quando a mulher está em uma situação muito crítica e que não tenha condições de amamentar. Segundo os profissionais de saúde, a amamentação é essencial e fundamental para o desenvolvimento do bebê. Por isso há um grande incentivo para estimular as mulheres a amamentar seus filhos.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM