Rádio 96 FM

NOTÍCIAS


Concórdia

Pacheco se reúne com presidente da CNEC para tratar da aquisição da estrutura

Prefeito retorna hoje de Brasília onde tratou de diversos projetos de interesse do município

Por Luan de Bortoli
25/11/2021 às 08h14 | Atualizada em 25/11/2021 - 17h26


O prefeito de Concórdia Rogério Pacheco se reuniu nesta quarta-feira, dia 24, com o diretor presidente da CNEC, Alexandre José dos Santos, para manifestar o interesse do município em adquirir a estrutura desativada da instituição em Concórdia. Pacheco informou que já declarou o local de interesse público, uma vez que a história da CNEC em Concórdia passa pela contribuição de lideranças locais e o envolvimento da comunidade na manutenção de suas atividades. Alexandre José dos Santos pediu que a prefeitura formalize uma proposta, que será levada para apreciação em uma reunião do Conselho da Instituição.

Rogério Pacheco esteve também no Ministério do Desenvolvimento Regional onde apresentou o projeto de construção de uma nova barragem de contenção, acima da existente na Bairro Parque de Exposições. O projeto de Concórdia foi elogiado e pautado pela Secretaria Nacional de Segurança Hídrica para captação de recursos no próximo ano. Pacheco teve contatos ainda com deputados federais na busca de emendas parlamentares para 2022.

Na Secretaria Nacional dos Esportes, vinculada ao Ministério da Cidadania solicitou recursos para a construção da Pista Sintética de Atletismo. Ficou acordado que a secretaria irá apresentar numa próxima reunião os modelos de projetos que possui para definir qual o melhor para Concórdia. O projeto será decidido em conjunto com a Confederação Nacional de Atletismo. Outros dois projetos apresentados pelo prefeito nesta pasta foram a nova arquibancada do Estádio Municipal e o Centro Aquático. Todos terão encaminhamento para viabilização de recursos no ano que vem.

No Ministério do Desenvolvimento, acompanhado pela deputada federal, Geovânia de Sá, solicitou que seja revista a classificação de Concórdia na capacidade de financiamento habitacional, onde o valor foi reduzido de R$ 170 mil para R$ 140 mil, impedindo que muitas famílias consigam realizar o sonho de adquirir o seu imóvel próprio. O pleito também atende um pedido da Associação Empresarial de Concórdia e uma moção aprovada pela Câmara de Vereadores de Concórdia, apresentada pelo vereador Wagner Simioni.

Posteriormente o prefeito se dirigiu ao IBGE para questionar como cidades com um número menor de habitantes, casos de Joaçaba e Caçador, mantiveram o status de Capital Regional mantendo esses valores para financiamento e, Concórdia com uma população e capacidade individual de investimento superior, teve redução de valor.
 
Quer receber nossas notícias em primeira mão? Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp clicando aqui e receba as principais matérias do dia para ficar sempre bem informado com os acontecimentos da cidade e região. Te convidamos também para nos seguir no Instagram através do @radioruralconcordia e acompanhar os bastidores da Rádio, com conteúdos exclusivos de vídeos e imagens.

Fonte: Assessoria Prefeitura





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM