Rádio 96 FM

NOTÍCIAS


Saúde

Crescimento de casos de dengue cai 89% na comparação com um mês atrás

Município tem ainda 117 suspeitos que aguardam resultados.

Por Luan de Bortoli
03/06/2022 às 08h38 | Atualizada em 03/06/2022 - 11h20


Concórdia alcançou nesta semana um total de 4.898 pessoas diagnosticadas com dengue neste ano, conforme boletim epidemiológico divulgado na quinta-feira, dia 02, pela administração municipal de Concórdia. Os números da doença seguem aumentando, mas de forma desacelerada.

Conforme levantamento feito pela reportagem da emissora, no período de uma semana, Concórdia registrou 77 pacientes confirmados com dengue. Esta quantidade representa uma queda de 89% em relação a um mês atrás, quando mais de 700 pessoas foram positivadas com dengue no período de uma semana.

O boletim divulgado nesta quinta também indica que Concórdia possui, atualmente, 117 casos suspeitos. Isto é, são pessoas qua aguardam resultados da investigação de exames pelo Laboratório Central de Florianópolis (Lacen). Concórdia tem uma morte por dengue confirmada e outros dois óbitos estão sendo investigados.

 A Diretoria de Vigilância Epidemiológica também destaca que o município possui no momento 794 focos do mosquito Aedes aegypti. Concórdia está em epidemia de dengue desde o início de abril por conta da grande quantidade de casos confirmados. É a primeira vez que o município entra nesta classificação. 
 
Quer receber nossas notícias em primeira mão? Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp clicando aqui e receba as principais matérias do dia para ficar sempre bem informado com os acontecimentos da cidade e região. Te convidamos também para nos seguir no Instagram através do @radioruralconcordia e acompanhar os bastidores da Rádio, com conteúdos exclusivos de vídeos e imagens.





01 COMENTÁRIO - Deixe também o seu Comentário



Rodrigo Stain comentou em 03/06/2022 as 09:30:11
Dai agora o ciclo vai se repetir, fiscalizações, ações, campanhas, tudo vai parar, dai vem o calor daqui um tempo, dai começa tudo de novo.




VEJA TAMBÉM