Rádio 96 FM

NOTÍCIAS


Concórdia

Tendência é que Calçadão de Concórdia não tenha mais trânsito

Prefeitura termina de elaborar documento que regulamenta uso da estrutura.

Por Luan de Bortoli
21/06/2022 às 06h00 | Atualizada em 22/06/2022 - 08h20


Ainda não há uma definição, mas no que depender da intenção do prefeito de Concórdia, Rogério Pacheco, o Novo Calçadão do município não deverá voltar a receber a passagem de veículos tão cedo. Desde que foi revitalizada, a estrutura está aberta apenas para pessoas transitarem.

Na última semana, a reportagem da emissora conversou com o prefeito em relação a este tema, e ele revelou a informação de que há uma tendência de que o trânsito de veículos não deverá retornar no local, como ocorria antes. Mas a decisão não será só dele, e sim tomada em conjunto.

Conforme o prefeito, nas próximas semanas, a administração municipal voltará a se reunir com algumas entidades representativas, como ACIC e CDL, que têm interesse direto no tema, para debater o assunto. Mas ele frisa que hoje a tendência é grande para a não liberação.

Pacheco destaca que até o momento a estrutura tem funcionado bem sem a passagem de veículos e, inicialmente, não houve possíveis prejuízos ao comércio. No entendimento dele, há uma avaliação positiva de vários lados sobre o funcionamento do Calçadão da forma que está.

Mas antes da definição em relação ao trânsito, o prefeito lembra que a prefeitura, com apoio das entidades e das secretarias competentes, está terminando de elaborar um documento que vai regulamentar o uso do Calçadão. Alguns itens levados em conta são comércio ambulante, nova galeria de arte e café, publicidade e propaganda, mobiliário e demais normas de uso geral. 

O objetivo é finalizar um documento que pretende regulamentar as normas, também com orientações a toda a população para evitar o uso indiscriminado ou futuros problemas na estrutura. Assim que concluído, o documento será apresentado formalmente. 

Em reunião do ano passado, foi definido que a gestão do Calçadão será conduzida por quatro Secretarias, sendo manutenção e limpeza (Secretaria de Gestão Urbana; fiscalização (Secretaria da Fazenda); Eventos (Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação) e aprovações de layouts e mobiliário (Secretaria de Planejamento).
 
Quer receber nossas notícias em primeira mão? Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp clicando aqui e receba as principais matérias do dia para ficar sempre bem informado com os acontecimentos da cidade e região. Te convidamos também para nos seguir no Instagram através do @radioruralconcordia e acompanhar os bastidores da Rádio, com conteúdos exclusivos de vídeos e imagens.





04 COMENTÁRIOS - Deixe também o seu Comentário



Rodrigo Stain comentou em 21/06/2022 as 15:53:09
Sr. Prefeito, ajude o povo a pagar o combustível então. Poderia muito bem ter deixado uma via para veículos pequenos que fosse. O trânsito sobrecarrega a subida e descida da Caixa Econômica e a descida da Millium e a subida da Santa Terezinha e ainda a rua do hospital até lá nos Correios perto da praça, quem antes estava no Bradesco e era só atravessar a rua e chegar la do outro lado, agora tem que dar uma volta imensa para chegar aonde antes era poucos metros. Ridículo o que foi feito.



Rodrigo Stain comentou em 21/06/2022 as 15:57:11
Vão dizer que sou contra, mas não é ser contra, é ser sensato... ficou bonito ali o local, mais ou menos, faltou natureza, ter mais plantas, talvez quando as árvores crescerem melhore, mas agora é um local para cozinhar no sol, no verão da pra ver ondas de calor erguendo do chão, não da pra curtir nada, tem que passar correndo devido ao calor. Foi tirado uma via importante para acesso a outras vias de grande importância também, sobrecarregou outras ruas e fez ter um maior consumo de combustível.



Rodrigo Stain comentou em 21/06/2022 as 16:02:24
Se o prefeito Pacheco queria deixar um legado pra cidade, conseguiu, mas um legado negativo, só as entidades representativas que gostam da ideia de não passar veículos ali, se for feito uma pesquisa de verdade vai ser visto que a maioria quer pelo menos uma via para veículos, o legado do prefeito Pacheco é de fazer o povo gastar mais combustível para ter que fazer 2, 3 kilometros a mais do que antes em 200, 300 metros se resolvia. Foi algo feito para uma cidade turística, que não é o caso.



Rodrigo Stain comentou em 21/06/2022 as 16:06:24
A afirmação do prefeito Pacheco, "inicialmente, não houve possíveis prejuízos ao comércio", como que tem esse dado? Fez uma pesquisa com os comércios ali, a rua foi liberada durante a pandemia do Covid, onde tudo esta mais em baixa que antes, dai como saber se a rua trouxe ou não prejuízos. A exemplo ali o restaurante, lancheria, padaria, Eu ia ali seguido, bem dizer todo dia comprar algo, ficava no meu caminho, era fácil, estacionar e entrar, depois do fechamento não fui mais, e não só eu...




VEJA TAMBÉM