NOTÍCIAS



Política

​Dois nomes aparecem fortes para assumir a presidência do Legislativo em 2023


Jaderson Miguel e Anderson Guzzatto seriam os vereadores do PL que concorreriam ao cargo.

Por Redação
13/09/2022 às 06h00 | Atualizada em 13/09/2022 - 08h13
Compartilhar


Faltando três meses para o encerramento das Sessões Legislativas, existem especulações sobre quem deve assumir a presidência da Câmara de Vereadores de Concórdia. Como houve acordo entre PSDB e PL, as duas siglas com maior número de vereadores, os primeiros dois anos foram comandados por Fabiano Caitano (PSDB), que está com seu mandato até 31 de dezembro. No calendário do Legislativo, a última Sessão Ordinária do ano ocorre no dia 13 do último mês de 2022, com isso, a eleição da nova Mesa Diretora está prevista para ocorrer neste dia.

Pelo acordo, os anos de 2023 e 2024 serão comandados por um vereador do PL e dois nomes surgem como prováveis, segundo especulações: Jaderson Miguel Prudente e Anderson Guzzatto. Fábio Ferri, outro vereador da sigla, segundo informações de bastidores, também teria interesse na vaga. Já Mauro Fretta, que foi presidente em 2019 e 2020, mas desta vez está como suplente, não tem possibilidade de assumir o cargo.

Em relação aos dois nomes que surgem fortes, Jaderson Miguel poderia ter sido presidente em 2019 e 2020. Na época, fazendo parte do PSD, quando da votação da Mesa Diretora, era cotado para assumir a presidência em 2017/2018, mas devido um acordo com o PR, abriu mão naquele momento, para que Artêmio Ortigara assumisse, para ele, Jaderson, ser presidente em 2019/2020. Devido a uma negociação paralela entre os demais partidos, Jaderson Miguel acabou não vencendo a votação que teve Mauro Fretta o escolhido.

Jaderson migrou para o PL para a disputa das eleições em 2020, é o atual vice-presidente da casa e está em seu terceiro mandato consecutivo como vereador. Foi eleito em 2012 como o 8º mais votado, 2016 foi o segundo que mais recebeu votos e 2020 ficou com o quinto maior número de votos.

Já Anderson Guzzatto, foi assessor parlamentar do vice-prefeito, Edilson Massocco, no mandato de 2013/2016, quando decidiu concorrer ao cargo pela proporcional. Guzzatto foi o nono vereador eleito em 2016 e reeleito em 2020 como o terceiro candidato mais votado.

O profissional é o atual líder do PL no Legislativo e paralelamente está como presidente da União dos Vereadores de Santa Catarina – UVESC.

Dentro do partido, Fábio Ferri foi vereador entre 2013 e 2016. Ele já foi Secretário de Desenvolvimento Regional em Concórdia. João Reittel, outro vereador eleito do PL, se licenciou e está como secretário de Infraestrutura Rural. O suplente, Mauro Fretta, por força do Regimento Interno, não pode assumir cargo na Mesa Diretora.

De outros partidos, um nome que surgiu nos últimos dias foi de Closmar Zagonel (MDB), que poderia receber apoio e ter os votos suficientes para assumir o cargo.

Nos bastidores se fala que isso não seria possível pois existem oito votos estão entre PSDB e PL (quatro votos cada), dos 13 totais no Legislativo atualmente. Isso ocorreria se viesse a existir uma negociação paralela entre vereadores dos partidos da base governista com os da oposição.

Conforme o Regimento Interno, a eleição ocorrerá no último dia de Sessão Ordinária deste ano, após o Grande Expediente.
 
Quer receber nossas notícias em primeira mão? Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp clicando aqui e receba as principais matérias do dia para ficar sempre bem informado com os acontecimentos da cidade e região. Te convidamos também para nos seguir no Instagram através do @radioruralconcordia e acompanhar os bastidores da Rádio, com conteúdos exclusivos de vídeos e imagens.




SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM