NOTÍCIAS



Bombeiros

Por telefone, bombeiro passa orientações e auxilia mãe com criança engasgada


Bebê estava sendo amamentada quando se engasgou com leite materno.

Por Ederson Vilas Boas
17/09/2022 às 22h43 | Atualizada em 19/09/2022 - 07h42
Compartilhar

Os Bombeiros Voluntários de Concórdia atenderam a mais uma ocorrência de engasgamento na noite deste sábado. Após as 19h, o telefone 193 da emergência tocou e do outro lado a mãe nervosa solicitou auxílio, pois a filha, de 27 dias, não conseguia respirar.

De imediato, o bombeiro Paludo, que estava na central de operações, orientou a mãe quanto aos procedimentos de “tapotagem”, nas costas, para desobstruir as vias aéreas da criança recém-nascida. Ao mesmo tempo, uma das viaturas com os bombeiros Bortoli, Marcelo e a aluna Fernanda saiu da base em direção ao bairro Vista Alegre.

A boa notícia foi repassada ainda no trajeto da Unidade de Resgate, que a criança já estava chorando e, os familiares haviam conseguido desengasgar o bebê realizando a Manobra de Heimlich. Mãe e filha foram conduzidas pela guarnição ao Hospital São Francisco para avaliação médica.

Com frequencia os Bombeiros Voluntários recebem ligação para auixiliar neste tipo de ocorrência. A seguir algumas orientações de como agir em caso de engasgamento.

Manobra de Heimlich

Já ouviu falar na Manobra de Heimlich? Pois é, quando você menos esperar pode ter que usá-la para salvar uma vida.

A asfixia é a interrupção dos movimentos respiratórios causada pela insuficiência de oxigênio no organismo por alimentos ou objetos estranhos. Por isso, o engasgo é considerado um caso de emergência e necessita de uma ação rápida para a pessoa não entrar em óbito.

Mas como identificar um engasgo?

Entre os sinais de que a criança está engasgada estão a palidez, dilatação dos olhos, uma respiração com ruídos, lábios arroxeados e tosse. As principais causas de asfixia em crianças são decorrentes de aspiração acidental de objetos pequenos e engasgo por leite ou vômito, as quais muitas das vezes as pessoas demoram para perceber que a criança está sem respirar.

O que devo fazer?

No caso de engasgo com objetos ou alimentos, o mais indicado é realizar a Manobra de Heimlich, um método muito utilizado em bebês e crianças. Esse procedimento leva a criança a ter uma tosse artificial, a qual expele o objeto ou o sólido, desobstruindo a traquéia. Porém, não é fácil de realizar a técnica, principalmente em crianças. Por isso, vamos explicar cada detalhe a seguir.

Como realizar a Manobra de Heimlich em um bebê?

Para uma manobra de sucesso, o primeiro passo é ter calma, e em seguida, seguir as seguintes instruções:

– Deite a criança sobre seu braço, de bruços;

– Certifique-se de que a cabeça esteja um pouco mais baixa que o tronco;

– Verifique se há algum objeto na boca que possa ser retirado com as mãos;

– Se não conseguir tirar o objeto ou o sólido, incline-a de costas, com a barriga sobre o braço, com o tronco mais baixo que as pernas e dê cinco palmadas com a base da mão no meio das costas;

– Se o engasgo permanecer, deve-se virar a criança de frente, ainda sobre o braço, e efetuar compressões com os dedos sobre o tórax, na região entre os mamilos;

– Caso ainda não seja possível visualizar e retirar o objeto, as compressões devem continuar até a chegada do serviço de emergência. Durante a chegada do atendimento, continue com a realização do procedimento com calma.

O Corpo de Bombeiros orienta que caso uma pessoa leiga encontre um caso de asfixia, ligue para o 193 (Bombeiros) e siga as instruções que serão dadas via telefone até a chegada de atendimento profissional.


 




SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM