NOTÍCIAS



Eleições

VÍDEO: Saiba como foi o debate regional com candidatos ao governo de SC


Rural e outras 12 emissoras transmitiram o encontro.

Por Luan de Bortoli
23/09/2022 às 06h04 | Atualizada em 24/09/2022 - 18h14
Compartilhar


Na manhã desta sexta-feira (23), o Grupo Condá de Comunicação promoveu o último debate entre os candidatos ao Governo de Santa Catarina no interior do estado. O confronto foi transmitido por um pool de 13 emissoras de rádio, e pelo ClicRDC em vídeo. Estiveram presentes no debate os oito candidatos que a lei eleitoral permite participar de debates:
 
  • Carlos Moisés (REP)
  • Décio Lima (PT)
  • Esperidião Amin (PP)
  • Gean Loureiro (UB)
  • Jorge Boeira (PDT)
  • Jorginho Mello (PL)
  • Odair Tramontin (Novo)
  • Ralf Zimmer (Pros)

O debate começou com as considerações iniciais dos candidatos. Logo após, houve perguntas das emissoras integrantes do pool aos postulantes a Casa da Agronômica sobre temas caros ao Oeste. Integraram este grande esforço pelo Oeste as seguintes rádios:
 
  • Condá FM 98.9 de Chapecó
  • Oeste Capital FM 93.3 de Chapecó
  • Sonora FM 104.5 de Chapecó
  • Cultura FM 96.9 de Xaxim
  • Princesa AM 1130 de Xanxerê
  • Alternativa FM 102.7 de Faxinal dos Guedes
  • Clube FM 104.3 de São Domingos
  • Continental FM 96.1 de Coronel Freitas
  • Coração FM 93.9 de Quilombo
  • Doze de Maio AM 630 de São Lourenço do Oeste
  • Centro Oeste FM 100.9 de Pinhalzinho
  • Entre Rios FM 105.5 de Palmitos
  • Rural FM 93.7 de Concórdia

No segundo bloco, candidato perguntou para candidato com tema obrigatório sobre o Oeste. Foram levantadas pautas nas áreas do agro, da infraestrutura, da saúde, da captação de água, da educação e da segurança pública. Ainda neste bloco, já iniciaram as trocas de farpas entre os candidatos Carlos Moisés e Ralf Zimmer por questões de ordem pessoal, que esquentaram outros debates durante a campanha.

No terceiro bloco, candidato perguntou para candidato com tema livre. Foram abordados os temas da administração pública, da educação, da política partidária, da saúde e da violência contra a mulher.

Houve um duro embate entre Esperidião Amin e Jorginho Mello, colegas no Senado, sobre o histórico político de ambos. Este confronto não era esperado pelo público, onde Jorginho chegou a chamar Amin de “professor de Deus” ao criticar sua carreira política. Os embates entre Moisés e Ralf Zimmer também seguiram. Por fim, o quarto bloco foi dedicado às considerações finais.

Pós-debate

Carlos Moisés

Foi a oportunidade de conversar com os moradores do Oeste. Nosso governo investiu, em um ano, mais do que os sete anos do governo anterior em malha rodoviária no Oeste. Por isso, quero continuar cuidando dos catarinenses e peço voto para o 10, Moisés e Udo Döhler, para Celso Maldaner ao Senado 155, e os candidatos de nossa coligação. Quero agradecer ao Grupo Condá pela oportunidade.

Décio Lima

Eu acho que deixou uma grande marca, sobretudo, que é justamente mostrar o lado, porque política tem lado, ou seja, estamos em uma disputa muito plural, com 10 candidatos, mas todos estão só em um lado e eu estou no outro lado. Eu sou o único candidato do presidente Lula, enquanto os demais, representam aqui, o bolsonarismo, que felizmente hoje, pelas pesquisas, mais de 50% do povo catarinense não quer mais o Bolsonaro governando o nosso país. Eu tenho certeza, que também em Santa Catarina, o povo catarinense não vai escolher o Lula presidente, não vai se manifestar contra o bolsonarismo e escolher um candidato a governador do Bolsonaro, por tanto, o debate nos trouxe essa possibilidade de mostrar o lado que os candidatos estão. Eu estou ao lado do amor, do lado do livro, da esperança. Eu estou do lado do Lula e os demais querem continuar essa pauta do ódio, da arma, que hoje é responsável por 33 milhões de pessoas no mapa da fome. Vamos recuperar o Brasil e Santa Catarina.

Esperidião Amin

Eu me sinto, como integrante de um time, gratificado por poder pedir os votos para os nossos deputados estaduais, deputados federais, candidatos e candidatas. Pedir votos para nosso amigo Kennedy Nunes, candidato ao Senado, que tem como suplentes Bruno Bortoluzzi e Ruti Rossi. Pedir votos para o Espiridião Amin e meu grande amigo Dalírio Beber, para Jair Bolsonaro e tenho certeza, que esse time que já prestou serviços vai prestar os melhores a Santa Catarina e ao nosso Oeste.

Gean Loureiro

Avaliação positiva, eu tive condições de demonstrar conhecimento da região, apresentar propostas específicas, tratar temas relativos ao Oeste. Foi mais uma oportunidade de entender que tanto com o apoio do prefeito de Chapecó, João Rodrigues, como meu vice, Eron Giordani, que também é do Oeste, temos um grande compromisso com a região.

Jorge Boeira

Todas as falas vão claramente em direção de um Estado de abandono que vivem os catarinenses, principalmente o Estado de abandono que vive o Oeste de Santa Catarina. Parece que a nossa gente da região Oeste, nada, nada e o governo só flutua. Eu acho que de fato precisamos de um apoio ao agricultor, a pequena propriedade rural, com investimentos em ciência e tecnologia, para aumentar cada vez mais a eficiência, mas sobretudo, um apoio na área da logística, com viés em nossas rodovias, federais e estaduais. Um apoio para a área de Saúde, principalmente na UTI neonatal e investimentos na educação, com um olhar no nosso sistema Acafe, que me parece que nos 50 e poucos anos de sua existência, deu uma grande contribuição regional. Que possamos trabalhar em conjunto para que o povo do Oeste catarinense seja cada vez mais empoderado e possa mostrar essa pujança que representa 17% do PIB do nosso Estado.

Jorginho Mello

Me sinto grato por estar novamente em Chapecó. O debate do Grupo Condá permitiu aos candidatos defenderem suas posições e mostrar os legados e futuras ações. Me orgulho do meu plano de governo, que prioriza o Oeste de Santa Catarina, trabalhando ao lado do Presidente Bolsonaro para resolver problemas nas estradas, saúde e investimentos na educação. O Estado vai investir nos jovens, para que a educação n seja algo caro e inviável. Quero ser reconhecido como o Governador da educação e que colocou o estado em outro patamar e ser alguém para fazer o que não foi feito até hoje.

Odair Tramontin

Gostei muito do debate, e o debate tratou de temas do Oeste. Sei do histórico abandono da região. Esse debate fez com que os candidatos se comprometessem com a região. Estou um pouco mais a par das demandas do Oeste porque sigo recorrendo minha região, apesar de morar em Blumenau há mais de 30 anos, pois tenho minha família morando em São Bernardino, Campo Erê e São Lourenço do Oeste.

Ralf Zimmer

É muito importante para o Oeste trazer todos os candidatos com suas propostas e suas defesas, deficiências e histórias. É uma pena que mais uma vez eu tenha recebido ataques a nível pessoal do processo a qual estou respondendo em trâmite e não escondo. O Governador Carlos Moisés se aproveita desse processo que está em trâmite para me atacar e eu fico solicitando também para que ele revele quem está escondido no avião, ambulância, que quase foi aberto uma CPI na Assembleia para tratar disso e ele desconversa. Precisamos fortalecer todo o estado, nosso Oeste, nossas pautas, porém devemos trazer transparência à gestão pública. Quem quer ser governador do Estado não pode esconder com quem anda, com quem voa, pois é um cargo público e a população tem direito de saber. É aquele ditado “me diz com quem tu andas e direi quem tu és”.

 
Quer receber nossas notícias em primeira mão? Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp clicando aqui e receba as principais matérias do dia para ficar sempre bem informado com os acontecimentos da cidade e região. Te convidamos também para nos seguir no Instagram através do @radioruralconcordia e acompanhar os bastidores da Rádio, com conteúdos exclusivos de vídeos e imagens.


Fonte: CLIC RDC


Confira o vídeo:





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM