NOTÍCIAS



Política

Secretário escolhido por Jorginho Mello fala dos desafios da educação no Estado


Experiente na área, Aristides Cimadon comandou a Unoesc de Joaçaba por mais de 20 anos.

Por Redação
07/12/2022 às 06h00 | Atualizada em 08/12/2022 - 06h12
Compartilhar


O governador eleito de Santa catarina, Jorginho Mello (PL), anunciou nesta segunda-feira (5) os primeiros nomes do secretariado que irá compor o governo em 2023. Dentre os nomes, está o de Aristides Cimadon, que será empossado na secretaria de Educação.

Cimadon tem 72 anos e está no sexto mandato como reitor da Universidade do Oeste de Santa Catarina – Unoesc/Joaçaba. Ele assumiu a reitoria na criação da instituição em 1992, depois assumiu em 2004 e reeleito em 2008, 2012, 2016 e 2020. Aristides Cimadon possui graduação em Filosofia e Pedagogia, ambas pela Universidade de Passo Fundo (RS), e Direito pela Unoesc. É mestre em Educação, pela PUC-RS, e mestre em Direito, pela UFSC. Sua trajetória acadêmica inclui, ainda, o doutorado em Ciência Jurídica, pela Universidade do Vale do Itajaí, e é marcada pelo exercício docente no ensino superior.

Após o anúncio do governador eleito, Cimadon concedeu entrevista e afirmou que vai se dedicar o máximo possível para fazer com que a Educação catarinense tenha a qualidade que todos merecem. “É uma honra assumir uma pasta tão importante como essa, por isso agradeço a confiança do nosso Governador Jorginho. Pretendo me dedicar o máximo possível para fazer com que a Educação de nosso estado tenha a qualidade que todos os catarinenses merecem e seja destaque nacionalmente — destacou Aristides Cimadon.

Perguntado sobre os desafios para quando assumir a pasta, Cimadon destacou que o trabalho iniciará pelo projeto que foi proposta de campanha de Jorginho, a “Faculdade/Universidade Gratuita”. Além disso, segundo Aristides Cimadon é um acordo com os municípios para que assumam efetivamente a Educação Fundamental e ações para o Ensino Médio, com itinerários formativos voltados à formação profissionalizante, bem como um processo de formação de professores com gratificações para esses profissionais e escolas que se destacarem nos serviços prestados. “Teremos grupos de trabalho para que possamos executar as ações planejadas levando o ensino de qualidade em todas as esferas, culminando na oportunidade para a formação superior gratuita na universidade”, comentou o futuro Secretário de Estado da Educação.

Para assumir a Secretaria de Estado da Educação, Cimadon pediu afastamento da Funoesc. Em seu lugar, como reitor da Unoesc, deverá assumir o atual pró-reitor de Administração, professor Ricardo Antonio de Marco. O nome será apresentado em assembleia da Fundação na próxima sexta-feira (9) e, sendo aceito, o mandato será de janeiro de 2023 até maio de 2024, ano em que acontecerá a nova eleição para reitor.
 
Quer receber nossas notícias em primeira mão? Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp clicando aqui e receba as principais matérias do dia para ficar sempre bem informado com os acontecimentos da cidade e região. Te convidamos também para nos seguir no Instagram através do @radioruralconcordia e acompanhar os bastidores da Rádio, com conteúdos exclusivos de vídeos e imagens.




SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM