NOTÍCIAS



Saúde

​Mais de 6 mil pacientes não compareceram em consultas agendadas na saúde pública de Concórdia em 2022


Levantamento da Secretaria Municipal da Saúde aponta ausências em todas as unidades de atendimento.

Por Ederson Vilas Boas
11/01/2023 às 06h00 | Atualizada em 11/01/2023 - 08h12
Compartilhar


A Secretaria Municipal da Saúde de Concórdia informou nesta terça-feira, 10, que 6.705 pacientes não compareceram em consultas marcadas no sistema de saúde pública do município ao longo do ano passado. O levantamento leva em conta os Postos de Saúde, a Policlínica, a Unidade Sanitária e o Centro de Atenção Psicossocial – CAPS.

Para a secretária de Saúde, Leide Mara Bender, os números revelam preocupação pois trata-se de um desrespeito com os recursos públicos que a prefeitura investe para manter os serviços disponíveis. “Quando um paciente não comparece a uma consulta agendada, ele deixa o profissional sem atendimento, ao mesmo tempo em que tira a vez de outro que pode estar numa necessidade maior”, comentou.

O número de pacientes faltantes equivale-se a populações inteiras de algumas cidades da região, como Alto Bela Vista (1.859); Arabutã (4.378); Ipira (4.580); Lindóia do Sul (4.549); Peritiba (2.993); Presidente Castelo Branco (1.692); e Xavantina (3.654) de acordo com a última estimativa populacional divulgada pelo IBGE no final do ano passado.

É algo que precisa mudar, observa Leide. Somente na Policlínica Central, 3.893 pessoas faltaram em suas consultas em 2022. Na Unidade Sanitária Central, 1.111 pacientes faltantes; no Centro de Atenção Piscossocial - CAPS 871 faltaram; nos Postos de Saúde: 830.
 
Quer receber nossas notícias em primeira mão? Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp clicando aqui e receba as principais matérias do dia para ficar sempre bem informado com os acontecimentos da cidade e região. Te convidamos também para nos seguir no Instagram através do @radioruralconcordia e acompanhar os bastidores da Rádio, com conteúdos exclusivos de vídeos e imagens.




01 COMENTÁRIO
Deixe também o seu Comentário




Rodrigo Stain comentou em 11/01/2023 as 10:47:56
E querem dizer ainda que a culpa são dos pacientes, haaaa claro... marcam consulta para 3, 6, 8 meses ou mais, vai acontecer da pessoa não ir mesmo, ou porque ela já esta curada ou morreu. É ridículo o tempo de espera para uma consulta, maioria das pessoas que não morrem vão para médico particular, muitas tem que fazer empréstimo para poder ser atendido nos particular, massss ou é isso ou fica doente. Uma ideia, colocar alguém que ligue perto da data para os pacientes confirmando se vão ir.



VEJA TAMBÉM